OFERTA FORMATIVA

Ref. 139C2 Inscrições abertas até 02-12-2022

Registo de acreditação: CCPFC/ACC-118496/22

Modalidade: Curso de Formação

Duração: 15.0 horas

Início: 05-12-2022

Fim: 12-12-2022

Regime: Presencial

Local: AE Damião de Goes

Formador

João Manuel de Sousa Afonso

Destinatários

Professores do 1º Ciclo; Professores do 2º Ciclo; Professores do 3º Ciclo/Ensino Secundário;

Releva

Para os efeitos previstos no n.º 1 do artigo 8.º, do Regime Jurídico da Formação Contínua de Professores, a presente ação releva para efeitos de progressão em carreira de Professores do 1º Ciclo; Professores do 2º Ciclo; Professores do 3º Ciclo/Ensino Secundário;. Para efeitos de aplicação do artigo 9.º, do Regime Jurídico da Formação Contínua de Professores (dimensão científica e pedagógica), a presente ação não releva para efeitos de progressão em carreira.

Acreditado pelo

CCPFC - Conselho Científico Pedagógico de Formação Contínua

Entidade formadora/Parceria

Centro de Formação Pêro de Alenquer-Alenquer-Arruda dos Vinhos-Sobral de Monte Agraço

Razões

Apesar da crescente tendência, na atualidade, para a desmaterialização documental, a existência física da biblioteca num espaço dedicado do recinto escolar, gerido por professores bibliotecários e acessível a todos os públicos continua, mais do que nunca, válida e justificada. Contudo, deverá iniciar-se uma nova etapa na vida da biblioteca, natural na história de todas as instituições dinâmicas: a reconfiguração imposta pelas mudanças trazidas pela passagem do tempo, a correção de opções e condições de serviço que já não respondem às necessidades e, acima de tudo, a conciliação de práticas datadas com novas formas de trabalho que, sem descaracterizarem a biblioteca, a compaginem com as novas solicitações. Com esta ação pretendem-se capacitar os formandos para uma intervenção qualificada no espaço físico da biblioteca, dotando-a de novos serviços e funcionalidades.

Objetivos

Capacitar os formandos com instrumentos e metodologias de trabalho, habilitando-os para realizar uma intervenção qualificada no espaço da biblioteca, flexibilizando-o de acordo com o paradigma de trabalho da escola do século XXI; Programar a implementação e gestão de novos serviços, que possibilitem a descentralização da biblioteca e a sua intervenção em extensão; Proporcionar o contacto e conhecimento dos princípios básicos do quadro legal e normativo para a gestão de espaços e equipamentos em recintos escolares;Refletir sobre a necessidade de adotar novas formas de gestão dos espaços e do serviço de biblioteca escolar.

Conteúdos

Biblioteca escolar, espaço multimodal:. o modelo conceptual da escola portuguesa: áreas de ensino, gestão e sociais; modelo conceptual da biblioteca escolar. O espaço da biblioteca: localização e acessibilidade; dimensionamento: as fórmulas de cálculo das áreas funcionais; a planificação da intervenção/ requalificação do espaço .O espaço da biblioteca: especificações técnicas: insonorização, climatização/ ventilação; iluminação e redes de energia e dados; mobiliário e equipamentos informáticos: normativos técnicos - usabilidade e ergonomia. Legislação e normativos técnicos: normas portuguesas/ ISO e europeias. Elaboração de um projeto de intervenção/ requalificação de uma biblioteca. Apresentação, discussão e análise critica das propostas apresentadas pelos formandos. Avaliação da ação de formação.

Metodologias

O curso de formação terá a duração de 15 horas, distribuídas por 5 sessões de 3 horas, organizadas e desenvolvidas no formato presencial (9h) e em linha, assíncronas (6h), com apresentações teórico-práticas, atividades práticas e fóruns de partilha de boas práticas e reflexão.

Avaliação

A avaliação dos formandos será́ expressa numa classificação quantitativa na escala de 1 a 10, de acordo com o artigo 4º do Despacho n.º 4595/2015, de 6 de maio, respeitando todos os dispositivos legais da avaliação contínua e tendo por base a participação, os contributos e o trabalho final elaborado pelos formandos.

Bibliografia

21st-Century Libraries: The Learning Commons. (2022). Acedido em 29 de setembro de 2022, disponível em https://www.edutopia.org/blog/21st-century-libraries-learning-commons-beth-holland Design Thinking for Libraries. (2022). Acedido em 29 de setembro de 2022, disponível em http://designthinkingforlibraries.com EN 1729-1:2015(2:2012+A1:2015) testing standard - Furnitest. (2022). Acedido em 29 de setembro de 2022, disponível em https://furnitest.com/testing/furniture-testing/standards/en-1729-12015-en-1729-22012a12015 Krass, U., Allen, M., White, E., Cybelle Ferrari, A., Brigant, A., & Prucková, L. et al. (2022). Manifesto da Biblioteca Pública IFLA-UNESCO 2022. Acedido em 28 de setembro de 2022, disponível em https://repository.ifla.org/handle/123456789/2027 Rendina, D. (2022). 6 Ways to Rethink Your Library Space and Make It Amazing. Acedido em 29 de setembro de 2022, disponível em http://www.renovatedlearning.com/2015/01/28/rethinking-our-library-space


Cronograma

Sessão Data Horário Duração Tipo
1 05-12-2022 (Segunda-feira) 10:00 - 13:00 3:00 Presencial
2 05-12-2022 (Segunda-feira) 14:30 - 17:30 3:00 Presencial
3 06-12-2022 (Terça-feira) 10:00 - 13:00 3:00 Presencial
4 06-12-2022 (Terça-feira) 14:30 - 17:30 3:00 Presencial
5 12-12-2022 (Segunda-feira) 10:00 - 13:00 3:00 Presencial

INSCREVER-ME

Ref. 136C8 Inscrições abertas até 30-11-2022

Registo de acreditação: CCPFC/ACC-117649/22

Modalidade: Oficina de Formação

Duração: 50.0 horas

Início: 06-12-2022

Fim: 04-04-2023

Regime: b-learning

Local: AE Damião de Goes

Formador

Carla Cristina da Costa Silva

Destinatários

Educadores de Infância, Professores do Ensino Básico, Secundário e Educação Especial

Releva

Para os efeitos previstos no n.º 1 do artigo 8.º, do Regime Jurídico da Formação Contínua de Professores, a presente ação releva para efeitos de progressão em carreira de Educadores de Infância, Professores do Ensino Básico, Secundário e Educação Especial. Para efeitos de aplicação do artigo 9.º, do Regime Jurídico da Formação Contínua de Professores (dimensão científica e pedagógica), a presente ação não releva para efeitos de progressão em carreira.

Acreditado pelo

CCPFC - Conselho Científico Pedagógico de Formação Contínua

Entidade formadora/Parceria

Centro de Formação Pêro de Alenquer

Razões

A avaliação pedagógica tem assumido uma centralidade inegável nas políticas educativas e curriculares, com efeitos concretos nas práticas de ensino e aprendizagem, designadamente na promoção do “sucesso escolar”. A publicação do Decreto-Lei nº 55/2018, de 6de julho, consagra mudanças significativas ao nível do currículo, assumindo um dos seus princípios orientadores: a “afirmação da avaliação das aprendizagens como parte integrante da gestão do currículo enquanto instrumento ao serviço do ensino e das aprendizagens”. Refere ainda o caráter formativo da avaliação pedagógica como um dos pilares da melhoria da qualidade do ensino e da aprendizagem. Importa, pois, que os professores consolidem estas mudanças de modo contextualizado e que aprofundem competências e conhecimentos inerentes ao processo de avaliação das aprendizagens, nomeadamente, através de desenvolvimento de projetos pedagógicos e didáticos em torno de práticas de avaliação formativa, feedback e participação, critérios de avaliação e processos de recolha de informação. Deste modo, visa-se capacitar e apoiar os docentes para a construção dos recursos inovadores necessários e ajustados aos seus contextos educativos específicos, promovendo-se ainda a implementação e análise dos mesmos, tendo em vista o seu aperfeiçoamento ou reformulação.

Objetivos

• Contribuir para o desenvolvimento de competências e conhecimentos no domínio da avaliação, em geral, e da avaliação pedagógica, em particular, congruentes com o real conteúdo das orientações constantes nos documentos legais; Promover práticas de trabalho colaborativo e cooperativo na construção e desenvolvimento de projetos de avaliação pedagógica em contexto de sala de aula; Elaborar recursos educativos de suporte ao desenvolvimento dos projetos de avaliação pedagógica; Permitir a troca de materiais e experiências, o esclarecimento de dúvidas e a geração de ideias e projetos de natureza pedagógica e didática; Incrementar práticas de formação de natureza investigativa que confiram competências aos professores para lidar com a mudança e a inovação no âmbito da avaliação pedagógica.

Conteúdos

1. Enquadramento curricular: documentos de referência 2. Natureza e Fundamentos da Avaliação 3. Avaliação formativa e avaliação sumativa 4. Feedback: natureza, distribuição e utilização por alunos e professores 5. Aprendizagens Essenciais, Critérios de avaliação, Descritores de Níveis de Desempenho e de Standards 6. Processos de recolha de informação.

Metodologias

Sessões presenciais, sessões online e sessões de trabalho autónomo.

Avaliação

De acordo com o RJFCP – Decreto-Lei nº 22/2014, de 11 de fevereiro - e nos termos dos nºs 5 e 6, do artigo 4.º do Despacho nº4595/2015, de 6 de maio, valorizando-se uma lógica formativa e de acompanhamento.

Modelo

(1) Na participação e no trabalho contínuo realizado ao longo das sessões presenciais; (2) Na componente de trabalho individual, tendo em conta a qualidade dos projetos e materiais produzidos e apresentados em plenário

Bibliografia

Fernandes, D. (2021). Para uma fundamentação e melhoria das práticas de avaliação pedagógica no âmbito do Projeto MAIA. Texto de Apoio à formação - Projeto de Monitorização, Acompanhamento e Investigação em Avaliação Pedagógica (MAIA). Ministério da Educação/Direção-Geral da Educação. Fernandes, D. (2021). Para a Conceção e Elaboração do Projeto de Intervenção no Âmbito do Projeto MAIA. Texto de Apoio à formação- Projeto de Monitorização, Acompanhamento e Investigação em Avaliação Pedagógica (MAIA). Ministério da Educação/Direção-Geral da Educação. Fernandes, D. (2021). Para um enquadramento da formação de professores. Texto de Apoio à formação - Projeto de Monitorização, Acompanhamento e Investigação em Avaliação Pedagógica (MAIA). Ministério da Educação/Direção-Geral da Educação


Cronograma

Sessão Data Horário Duração Tipo
1 06-12-2022 (Terça-feira) 17:30 - 20:30 3:00 Presencial
2 10-01-2023 (Terça-feira) 17:30 - 20:30 3:00 Online síncrona
3 24-01-2023 (Terça-feira) 17:30 - 20:30 3:00 Online síncrona
4 07-02-2023 (Terça-feira) 17:30 - 20:30 3:00 Online síncrona
5 28-02-2023 (Terça-feira) 17:30 - 20:30 3:00 Presencial
6 14-03-2023 (Terça-feira) 17:30 - 20:30 3:00 Online síncrona
7 28-03-2023 (Terça-feira) 17:30 - 20:30 3:00 Online síncrona
8 04-04-2023 (Terça-feira) 17:30 - 21:30 4:00 Presencial

INSCREVER-ME

179

Ref. 141C1 Inscrições abertas até 05-12-2022

Registo de acreditação: ACD 2

Modalidade: Ação curta duração

Duração: 3.0 horas

Início: 07-12-2022

Fim: 07-12-2022

Regime: Presencial

Local: AE Damião de Goes

Destinatários

Educadores de Infância, Professores do Ensino Básico, Secundário e Educação Especial

Releva

Para os efeitos previstos no n.º 1 do artigo 8.º, do Regime Jurídico da Formação Contínua de Professores, a presente ação releva para efeitos de progressão em carreira de Educadores de Infância, Professores do Ensino Básico, Secundário e Educação Especial. Para efeitos de aplicação do artigo 9.º, do Regime Jurídico da Formação Contínua de Professores (dimensão científica e pedagógica), a presente ação não releva para efeitos de progressão em carreira.

Certificado pelo

CDCP - Conselho de Diretores da Comissão Pedagógica

Entidade formadora/Parceria

Centro de Formação Pêro de Alenquer-Alenquer-Arruda dos Vinhos-Sobral de Monte Agraço


Cronograma

Sessão Data Horário Duração Tipo
1 07-12-2022 (Quarta-feira) 15:00 - 18:00 3:00 Presencial

INSCREVER-ME

Ref. 138C1 Inscrições abertas até 05-12-2022

Registo de acreditação: CCPFC/ACC-118487/22

Modalidade: Curso de Formação

Duração: 15.0 horas

Início: 09-12-2022

Fim: 27-01-2023

Regime: Presencial

Local: AE Joaquim Inácio da Cruz Sobral

Formador

Alexandre Augusto dos Reis Gomes

Destinatários

Professores do 3º Ciclo/Ensino Secundário;

Releva

Para os efeitos previstos no n.º 1 do artigo 8.º, do Regime Jurídico da Formação Contínua de Professores, a presente ação releva para efeitos de progressão em carreira de Professores do 3º Ciclo/Ensino Secundário;. Mais se certifica que, para os efeitos previstos no artigo 9.º, do Regime Jurídico da Formação Contínua de Professores (dimensão científica e pedagógica), a presente ação releva para efeitos de progressão em carreira de Professores do 3º Ciclo/Ensino Secundário;.

Acreditado pelo

CCPFC - Conselho Científico Pedagógico de Formação Contínua

Entidade formadora/Parceria

Centro de Formação Pêro de Alenquer-Alenquer-Arruda dos Vinhos-Sobral de Monte Agraço

Razões

O Perfil dos Alunos à Saída da Escolaridade Obrigatória aponta como imperativas competências associadas a raciocínio e resolução de problemas, ao desenvolvimento de processos de construção de produtos e de conhecimento, ao saber científico e tecnológico, bem como à criação de projetos e aplicações práticas desenvolvidos em ambientes físicos e digitais. Nessa linha de raciocínio, a utilização de linguagens de programação é já uma competência assumida nos programas de diversas disciplinas dos ensinos básico e secundário.Este curso, tirando partido da tecnologia TI-Nspire CX II, nomeadamente a programação em Python, pretende ser um contributo para o desenvolvimento de competências de programação nos professores que o frequentem, contribuindo igualmente para a capacitação digital de docentes.

Objetivos

Desenvolver competências básicas de algoritmia e programação em Python; Promover a utilização da tecnologia, nomeadamente a linguagem de programação Python, na resolução de problemas relacionados com as áreas da matemática e das ciências; Refletir sobre as vantagens e constrangimentos da utilização da tecnologia nas atividades de ensino-aprendizagem de matemática e ciências; Incentivar o trabalho colaborativo e a troca de experiências entre professores, contribuindo para a sua formação.

Conteúdos

Noções básicas de algoritmia;Apresentação dos principais comandos/ estruturas da linguagem de programação Python ;Exploração e criação de programas simples, em Python, com recurso à aplicação TI-Python da tecnologia TI-Nspire CX;Partilha de experiências tirando partido das funcionalidades da tecnologia, em aplicações práticas inerentes aos programas e aprendizagens essenciais de cada área disciplinar; Debate/Reflexão sobre cenários de aprendizagem promotores de aprendizagens científicas e do desenvolvimento de competências previstas no Perfil do Aluno, mediante a utilização dos conceitos e ferramentas abordados no curso.

Metodologias

As sessões serão de caráter predominantemente prático, sendo privilegiadas as situações de experimentação/ aplicação dos conteúdos abordados e da sua aplicação prática, em detrimento do seguimento de um “protocolo” detalhadamente indicativo dos diferentes passos a realizar, em consonância com as orientações presentes nos programas disciplinares.Deste modo, em cada sessão serão inicialmente apresentados os módulos/ferramentas necessários ao desenvolvimento das atividades a propor, sendo privilegiada a interação prática de cada formando com a tecnologia utilizada, de forma a tornar familiar o seu uso e de potenciar o desenvolvimento de cenários de aprendizagem.

Avaliação

A avaliação quantitativa dos formandos será expressa numa escala de 1 a 10 valores, nos termos do artigo 4.º, nº 6, do Despacho n.º 4595/2015, de 6 de maio.

Modelo

A avaliação ação é realizada de modo contínuo pelo formador em conjunto com os formandos, e tem como referência osobjetivos e finalidades da Formação. Esta avaliação incide sobre o desenvolvimento das competências dos formandos aolongo do percurso formativo. São tomados em consideração os seguintes aspetos: Empenho e participação nas sessões;Qualidade dos instrumentos de trabalho produzidos nas sessões;Qualidade das interações com os restantes elementos do grupo em formação e formador;Trabalho/teste final e/ou prova de conhecimentos

Bibliografia

Aldon, G. et al. Nouvel environnement technologique, nouvelles ressources, nouveaux modes de travail : le projet e-CoLab, Répères-IREM 72 et EducMath , 2008. Martins, G. et. al., Perfil dos alunos à saída da escolaridade obrigatória, Editorial Ministério da Educação e Ciência, 2017. Ministério da Educação e Ciência (2018). Aprendizagens Essenciais para Matemática A e Física e Química A. Lisboa. Gomes, A; Santos, J., Algoritmia, programação e robótica com a TI-Nspire CX II-T, FCA Editores, 2019.


Cronograma

Sessão Data Horário Duração Tipo
1 09-12-2022 (Sexta-feira) 15:30 - 18:30 3:00 Online síncrona
2 06-01-2023 (Sexta-feira) 15:30 - 18:30 3:00 Online síncrona
3 13-01-2023 (Sexta-feira) 15:30 - 18:30 3:00 Online síncrona
4 20-01-2023 (Sexta-feira) 15:30 - 18:30 3:00 Presencial
5 27-01-2023 (Sexta-feira) 15:30 - 18:30 3:00 Presencial

INSCREVER-ME

Ref. 124C9 Inscrições Fechadas

Registo de acreditação: CCPFC/ACC-116822/22

Modalidade: Oficina de Formação

Duração: 50.0 horas

Início: 03-01-2023

Fim: 28-03-2023

Regime: b-learning

Local: B-learning - AE Damião de Goes

Formador

Cristina Maria de Sousa Rosa

Destinatários

Professores dos Ensinos Básico e Secundário e Professores de Educação Especial

Releva

Para os efeitos previstos no n.º 1 do artigo 8.º, do Regime Jurídico da Formação Contínua de Professores, a presente ação releva para efeitos de progressão em carreira de Professores dos Ensinos Básico e Secundário e Professores de Educação Especial. Para efeitos de aplicação do artigo 9.º, do Regime Jurídico da Formação Contínua de Professores (dimensão científica e pedagógica), a presente ação não releva para efeitos de progressão em carreira. No âmbito do Despacho n.º 2053/2021, publicado a 24 de fevereiro, a ação de formação, releva na dimensão científico-pedagógica para a progressão da carreira docente..

Acreditado pelo

CCPFC - Conselho Científico Pedagógico de Formação Contínua

Entidade formadora/Parceria

Centro de Formação Pêro de Alenquer-Alenquer-Arruda dos Vinhos-Sobral de Monte Agraço

Razões

O Quadro Europeu de Competência Digital para Educadores, da Comissão Europeia (DigCompEdu), pretende promover a competência digital (CD) e a inovação na educação. É essencial que os docentes desenvolvam um conjunto de CD, de modo a tirar partido do potencial das tecnologias digitais. Esta ação visa contribuir para desenvolver as CD dos docentes do sistema educativo e formativo nacional (nível 2) e a sua capacidade para implementar estratégias inovadoras de ensino e de aprendizagem. Ambiciona-se criar condições favoráveis a práticas educativas que se revelem promotoras do desenvolvimento de competências digitais dos alunos. Conjuntamente com esta formação, serão submetidas outras duas, articuladas ao nível da progressão dos conteúdos.

Objetivos

Esta ação de formação pretende desenvolver com os docentes de nível 2 (B1/B2 do DigCompEdu) um conjunto de conhecimentos e estratégias que lhes permita desenvolver CD do nível seguinte (C1/C2 do DigCompEdu). São objetivos específicos: - promover o desenvolvimento, aprofundamento e densificação das CD dos docentes, tendo em vista as 6 áreas do referencial DigCompEdu; - capacitar os docentes para a realização de atividades com tecnologias digitais em diferentes modalidades de ensino; - capacitar os docentes para a implementação de atividades que promovam a aprendizagem e o desenvolvimento das CD dos alunos; - estimular a reflexão, partilha e utilização crítica das tecnologias em contexto educativo.

Conteúdos

Os conteúdos da ação surgem, em sentido articulado e incremental, com os conteúdos da formação de nível 1. - Documentos de enquadramento das políticas educativas. - Envolvimento profissional: Discussão, renovação e inovação na prática profissional. Processos de liderança na era digital. - Recursos Educativos Digitais (RED): Utilização de estratégias e RED avançados de forma abrangente. Promoção da utilização de RED de forma colaborativa. - Ensino e Aprendizagem: Renovação da prática de ensino de forma estratégica e intencional. Inovação no processo de ensino e de aprendizagem em diferentes modalidades de ensino. - Avaliação das aprendizagens: Reflexão crítica sobre estratégias de avaliação digital. Inovação na avaliação das aprendizagens com recursos a soluções digitais. - CD dos Alunos: Promoção da CD dos alunos de forma abrangente e crítica. Inovação no envolvimento dos alunos utilizando formatos inovadores para promover a sua CD. - Planeamento da formação e aprendizagem ao longo da vida.

Metodologias

As sessões presenciais são destinadas à exploração do DigCompEdu e reflexão sobre a articulação entre as áreas de competência; à realização de atividades práticas de partilha, suportadas por um ambiente colaborativo; à exploração de ferramentas digitais para o desenvolvimento de atividades de aprendizagem promotoras da colaboração, comunicação e avaliação; à planificação e criação de atividades a implementar na escola, que promovam o desenvolvimento das CD docente e, simultaneamente, dos alunos; à reflexão crítica sobre o desenvolvimento profissional docente. Em específico, na componente de trabalho autónomo, pretende-se assegurar a implementação das atividades planificadas nas sessões presenciais, em situações reais de ensino-aprendizagem com alunos, articulando o DigCompEdu com o respetivo currículo, e a reflexão sobre as práticas desenvolvidas. Na última sessão, os formandos apresentarão os resultados dessas atividades, com evidências, proporcionando-se a discussão e a partilha.

Avaliação

Aplicação do determinado no regime Jurídico da Formação Contínua de professores, Decreto-lei nº 22/2014, de 11 de fevereiro, conjugado com o Despacho nº 4595/2015, de 6 de maio e com o “Regulamento para Acreditação e Creditação de Ações de Formação Contínua. A classificação de cada formando será realizada na escala de 1 a 10 conforme indicado no Despacho n.º 4595/2015, de 6 de maio, respeitando todos os dispositivos legais da avaliação contínua e tendo por base a participação/contributos e o trabalho final individual elaborado e apresentado pelos formandos.

Bibliografia

Comissão Europeia (2020). Blended learning in school education – guidelines for the start of the academic year 2020/21. Disponível em: https://www.schooleducationgateway.eu/pt/pub/resources/ publications/blended-learning-guidelines.htm Comissão Europeia (2018). Plano de Ação para a Educação Digital. Disponível em: https://eur-lex.europa.eu/legal-content/PT/TXT/PDF/?uri=CELEX:52018DC0022&from=EN Lucas, M., & Moreira, A. (2018). DigCompEdu: Quadro Europeu de Competência Digital para Educadores. Aveiro: UA Editora. Licht, A.H, Tasiopoulou, E., & Wastiau, P. (2017). Open Book of Educational Innovation. European Schoolnet, Brussels. Disponível em: http://www.eun.org/documents/411753/817341/ Open_book_of_Innovational_Education.pdf Ministério da Educação (2017). Perfil dos Alunos à Saída da Escolaridade Obrigatória, Lisboa: ME


Cronograma

Sessão Data Horário Duração Tipo
1 03-01-2023 (Terça-feira) 18:30 - 21:30 3:00 Presencial
2 10-01-2023 (Terça-feira) 18:30 - 21:30 3:00 Online síncrona
3 24-01-2023 (Terça-feira) 18:30 - 21:30 3:00 Online síncrona
4 07-02-2023 (Terça-feira) 18:30 - 21:30 3:00 Presencial
5 14-02-2023 (Terça-feira) 18:30 - 21:30 3:00 Online síncrona
6 28-02-2023 (Terça-feira) 18:30 - 22:00 3:30 Online síncrona
7 14-03-2023 (Terça-feira) 18:30 - 22:00 3:30 Online síncrona
8 28-03-2023 (Terça-feira) 18:30 - 21:30 3:00 Presencial


185

Ref. 125C6 Inscrições abertas até 28-12-2022

Registo de acreditação: CCPFC/ACC-110121/22

Modalidade: Oficina de Formação

Duração: 50.0 horas

Início: 04-01-2023

Fim: 15-03-2023

Regime: b-learning

Local: B-Learning AE Joaquim Inácio da Cruz Sobral

Formador

Elsa Maria Domingos Ladeira Gouveia

Destinatários

Professores do 1º Ciclo; Professores do 2º Ciclo; Professores do 3º Ciclo/Ensino Secundário; Professores da Educação Especial;

Releva

Para os efeitos previstos no n.º 1 do artigo 8.º, do Regime Jurídico da Formação Contínua de Professores, a presente ação releva para efeitos de progressão em carreira de Professores do 1º Ciclo; Professores do 2º Ciclo; Professores do 3º Ciclo/Ensino Secundário; Professores da Educação Especial;. Para efeitos de aplicação do artigo 9.º, do Regime Jurídico da Formação Contínua de Professores (dimensão científica e pedagógica), a presente ação não releva para efeitos de progressão em carreira. No âmbito do Despacho n.º 2053/2021, publicado a 24 de fevereiro, a ação de formação, releva na dimensão científico-pedagógica para a progressão da carreira docente..

Acreditado pelo

CCPFC - Conselho Científico Pedagógico de Formação Contínua

Entidade formadora/Parceria

Centro de Formação Pêro de Alenquer-Alenquer-Arruda dos Vinhos-Sobral de Monte Agraço

Razões

O Quadro Europeu de Competência Digital para Educadores, da Comissão Europeia (DigCompEdu), pretende promover a competência digital (CD) e a inovação na educação. É essencial que os docentes desenvolvam um conjunto de CD, de modo a tirar partido do potencial das tecnologias digitais. Esta ação visa contribuir para desenvolver as competências digitais dos docentes do sistema educativo e formativo nacional (nível 3) e a sua capacidade para implementar estratégias inovadoras de ensino e de aprendizagem. Ambiciona-se criar condições favoráveis a práticas educativas que se revelem promotoras do desenvolvimento de CD dos alunos. Conjuntamente com esta formação, serão submetidas outras duas, articuladas ao nível da progressão dos conteúdos.

Objetivos

Pretende-se desenvolver com os docentes de nível 3 (C1/C2 do DigCompEdu) um conjunto de conhecimentos e de processos que lhes permita potenciar as suas competências digitais na promoção de estratégias e ações inovadoras na comunidade educativa. São objetivos específicos: - formular estratégias pedagógicas inovadoras e promotoras das CD dos docentes e alunos; - capacitar os docentes para a realização de atividades com tecnologias digitais em diferentes modalidades de ensino; - promover o desenvolvimento de ações que contribuam para os Plano de Ação para o Desenvolvimento Digital das suas escolas; - promover e estimular a reflexão, a partilha e a utilização crítica das tecnologias digitais em contexto educativo.

Conteúdos

Os conteúdos da ação surgem, em sentido articulado e incremental, com os conteúdos da formação de nível 1 e 2. - Exploração de documentos de enquadramento das políticas educativas. - Discussão, renovação e inovação na prática profissional. - Reflexão em torno de conceitos relacionados com escolas, professores e alunos digitalmente competentes. - Utilização das tecnologias digitais na colaboração e inovação pedagógica ao serviço da comunidade educativa. - Estratégias e metodologias relacionadas com o desenvolvimento curricular através de ambientes e ferramentas digitais. - Estratégias digitais de caráter científico-pedagógico promotoras do desenvolvimento profissional dos docentes. - Planeamento de atividades didático-pedagógicas promotoras do desenvolvimento da competência digital dos alunos. - Conceção de Planos de Ação para o Desenvolvimento Digital: conceitos, metodologias de desenvolvimento, implementação, monitorização, avaliação.

Metodologias

As sessões presenciais são destinadas à exploração do referencial DigCompEdu e reflexão sobre a articulação entre as áreas de competência; à realização de atividades práticas inovadoras num ambiente colaborativo, de partilha e de reflexão; à exploração de ferramentas digitais para o desenvolvimento de atividades de aprendizagem promotoras da colaboração, comunicação, partilha e avaliação; à reflexão crítica sobre o desenvolvimento da componente de trabalho autónomo. Ao longo das sessões conjuntas estimular-se-á a criação e/ou participação e colaboração em comunidades de prática neste âmbito. No trabalho autónomo pretende-se estimular a planificação e conceção de ações que contribuam para a criação dos Planos de Ação de Desenvolvimento Digital, bem como para a sua regular monitorização e posterior avaliação. Na última sessão presencial os formandos apresentarão os resultados dessas atividades, com evidências, proporcionando-se momentos para a partilha e reflexão.

Avaliação

Aplicação do determinado no regime Jurídico da Formação Contínua de professores, Decreto-lei nº 22/2014, de 11 de fevereiro, conjugado com o Despacho nº 4595/2015, de 6 de maio e com o “Regulamento para Acreditação e Creditação de Ações de Formação Contínua. A classificação de cada formando será realizada na escala de 1 a 10 conforme indicado no Despacho n.º 4595/2015, de 6 de maio, respeitando todos os dispositivos legais da avaliação contínua e tendo por base a participação/contributos e o trabalho final individual elaborado e apresentado pelos formandos.

Bibliografia

Comissão Europeia (2020). Blended learning in school education – guidelines for the start of the academic year 2020/21. Disponível em: https://www.schooleducationgateway.eu/pt/pub/resources/ publications/blended-learning-guidelines.htm Comissão Europeia (2018). Plano de Ação para a Educação Digital. Disponível em: https://eur-lex.europa.eu/legal-content/PT/TXT/PDF/?uri=CELEX:52018DC0022&from=EN EU Science Hub (2018). Self-reflection tool for digitally capable schools (SELFIE). Disponível em: https://ec.europa.eu/jrc/en/digcomporg/selfie-tool Lucas, M., & Moreira, A. (2018). DigCompEdu: Quadro Europeu de Competência Digital para Educadores. Aveiro: UA Editora. Licht, A.H, Tasiopoulou, E., & Wastiau, P. (2017). Open Book of Educational Innovation. European Schoolnet, Brussels. Disponível em: http://www.eun.org/documents/411753/817341/ Open_book_of_Innovational_Education.pdf


Cronograma

Sessão Data Horário Duração Tipo
1 10-01-2023 (Terça-feira) 18:00 - 21:00 3:00 Online síncrona
2 17-01-2023 (Terça-feira) 18:00 - 21:00 3:00 Presencial
3 24-01-2023 (Terça-feira) 18:00 - 21:00 3:00 Online síncrona
4 31-01-2023 (Terça-feira) 18:00 - 21:00 3:00 Online síncrona
5 07-02-2023 (Terça-feira) 18:00 - 21:00 3:00 Presencial
6 14-02-2023 (Terça-feira) 18:00 - 21:00 3:00 Online síncrona
7 28-02-2023 (Terça-feira) 18:00 - 21:00 3:00 Online síncrona
8 07-03-2023 (Terça-feira) 18:00 - 22:00 4:00 Presencial

INSCREVER-ME

175

Ref. 125C7 Inscrições Fechadas

Registo de acreditação: CCPFC/ACC-110121/22

Modalidade: Oficina de Formação

Duração: 50.0 horas

Início: 09-01-2023

Fim: 08-03-2023

Regime: b-learning

Local: B-Learning AE de Arruda dos Vinhos

Formador

Elsa Maria Domingos Ladeira Gouveia

Destinatários

Professores do 1º Ciclo; Professores do 2º Ciclo; Professores do 3º Ciclo/Ensino Secundário; Professores da Educação Especial;

Releva

Para os efeitos previstos no n.º 1 do artigo 8.º, do Regime Jurídico da Formação Contínua de Professores, a presente ação releva para efeitos de progressão em carreira de Professores do 1º Ciclo; Professores do 2º Ciclo; Professores do 3º Ciclo/Ensino Secundário; Professores da Educação Especial;. Para efeitos de aplicação do artigo 9.º, do Regime Jurídico da Formação Contínua de Professores (dimensão científica e pedagógica), a presente ação não releva para efeitos de progressão em carreira. No âmbito do Despacho n.º 2053/2021, publicado a 24 de fevereiro, a ação de formação, releva na dimensão científico-pedagógica para a progressão da carreira docente..

Acreditado pelo

CCPFC - Conselho Científico Pedagógico de Formação Contínua

Entidade formadora/Parceria

Centro de Formação Pêro de Alenquer-Alenquer-Arruda dos Vinhos-Sobral de Monte Agraço

Razões

O Quadro Europeu de Competência Digital para Educadores, da Comissão Europeia (DigCompEdu), pretende promover a competência digital (CD) e a inovação na educação. É essencial que os docentes desenvolvam um conjunto de CD, de modo a tirar partido do potencial das tecnologias digitais. Esta ação visa contribuir para desenvolver as competências digitais dos docentes do sistema educativo e formativo nacional (nível 3) e a sua capacidade para implementar estratégias inovadoras de ensino e de aprendizagem. Ambiciona-se criar condições favoráveis a práticas educativas que se revelem promotoras do desenvolvimento de CD dos alunos. Conjuntamente com esta formação, serão submetidas outras duas, articuladas ao nível da progressão dos conteúdos.

Objetivos

Pretende-se desenvolver com os docentes de nível 3 (C1/C2 do DigCompEdu) um conjunto de conhecimentos e de processos que lhes permita potenciar as suas competências digitais na promoção de estratégias e ações inovadoras na comunidade educativa. São objetivos específicos: - formular estratégias pedagógicas inovadoras e promotoras das CD dos docentes e alunos; - capacitar os docentes para a realização de atividades com tecnologias digitais em diferentes modalidades de ensino; - promover o desenvolvimento de ações que contribuam para os Plano de Ação para o Desenvolvimento Digital das suas escolas; - promover e estimular a reflexão, a partilha e a utilização crítica das tecnologias digitais em contexto educativo.

Conteúdos

Os conteúdos da ação surgem, em sentido articulado e incremental, com os conteúdos da formação de nível 1 e 2. - Exploração de documentos de enquadramento das políticas educativas. - Discussão, renovação e inovação na prática profissional. - Reflexão em torno de conceitos relacionados com escolas, professores e alunos digitalmente competentes. - Utilização das tecnologias digitais na colaboração e inovação pedagógica ao serviço da comunidade educativa. - Estratégias e metodologias relacionadas com o desenvolvimento curricular através de ambientes e ferramentas digitais. - Estratégias digitais de caráter científico-pedagógico promotoras do desenvolvimento profissional dos docentes. - Planeamento de atividades didático-pedagógicas promotoras do desenvolvimento da competência digital dos alunos. - Conceção de Planos de Ação para o Desenvolvimento Digital: conceitos, metodologias de desenvolvimento, implementação, monitorização, avaliação.

Metodologias

As sessões presenciais são destinadas à exploração do referencial DigCompEdu e reflexão sobre a articulação entre as áreas de competência; à realização de atividades práticas inovadoras num ambiente colaborativo, de partilha e de reflexão; à exploração de ferramentas digitais para o desenvolvimento de atividades de aprendizagem promotoras da colaboração, comunicação, partilha e avaliação; à reflexão crítica sobre o desenvolvimento da componente de trabalho autónomo. Ao longo das sessões conjuntas estimular-se-á a criação e/ou participação e colaboração em comunidades de prática neste âmbito. No trabalho autónomo pretende-se estimular a planificação e conceção de ações que contribuam para a criação dos Planos de Ação de Desenvolvimento Digital, bem como para a sua regular monitorização e posterior avaliação. Na última sessão presencial os formandos apresentarão os resultados dessas atividades, com evidências, proporcionando-se momentos para a partilha e reflexão.

Avaliação

Aplicação do determinado no regime Jurídico da Formação Contínua de professores, Decreto-lei nº 22/2014, de 11 de fevereiro, conjugado com o Despacho nº 4595/2015, de 6 de maio e com o “Regulamento para Acreditação e Creditação de Ações de Formação Contínua. A classificação de cada formando será realizada na escala de 1 a 10 conforme indicado no Despacho n.º 4595/2015, de 6 de maio, respeitando todos os dispositivos legais da avaliação contínua e tendo por base a participação/contributos e o trabalho final individual elaborado e apresentado pelos formandos.

Bibliografia

Comissão Europeia (2020). Blended learning in school education – guidelines for the start of the academic year 2020/21. Disponível em: https://www.schooleducationgateway.eu/pt/pub/resources/ publications/blended-learning-guidelines.htm Comissão Europeia (2018). Plano de Ação para a Educação Digital. Disponível em: https://eur-lex.europa.eu/legal-content/PT/TXT/PDF/?uri=CELEX:52018DC0022&from=EN EU Science Hub (2018). Self-reflection tool for digitally capable schools (SELFIE). Disponível em: https://ec.europa.eu/jrc/en/digcomporg/selfie-tool Lucas, M., & Moreira, A. (2018). DigCompEdu: Quadro Europeu de Competência Digital para Educadores. Aveiro: UA Editora. Licht, A.H, Tasiopoulou, E., & Wastiau, P. (2017). Open Book of Educational Innovation. European Schoolnet, Brussels. Disponível em: http://www.eun.org/documents/411753/817341/ Open_book_of_Innovational_Education.pdf


Cronograma

Sessão Data Horário Duração Tipo
1 11-01-2023 (Quarta-feira) 18:00 - 21:00 3:00 Online síncrona
2 18-01-2023 (Quarta-feira) 18:00 - 21:00 3:00 Presencial
3 25-01-2023 (Quarta-feira) 18:00 - 21:00 3:00 Online síncrona
4 01-02-2023 (Quarta-feira) 18:00 - 21:00 3:00 Online síncrona
5 08-02-2023 (Quarta-feira) 18:00 - 21:00 3:00 Presencial
6 15-02-2023 (Quarta-feira) 18:00 - 21:00 3:00 Online síncrona
7 22-02-2023 (Quarta-feira) 18:00 - 21:00 3:00 Online síncrona
8 08-03-2023 (Quarta-feira) 18:00 - 22:00 4:00 Presencial


176

Ref. 124C7 Inscrições Fechadas

Registo de acreditação: CCPFC/ACC-116822/22

Modalidade: Oficina de Formação

Duração: 50.0 horas

Início: 09-01-2023

Fim: 13-03-2023

Regime: b-learning

Local: B-learning -AE Arruda dos Vinhos

Formador

Rui Filipe Nunes Lopes

Destinatários

Professores dos Ensinos Básico e Secundário e Professores de Educação Especial

Releva

Para os efeitos previstos no n.º 1 do artigo 8.º, do Regime Jurídico da Formação Contínua de Professores, a presente ação releva para efeitos de progressão em carreira de Professores dos Ensinos Básico e Secundário e Professores de Educação Especial. Para efeitos de aplicação do artigo 9.º, do Regime Jurídico da Formação Contínua de Professores (dimensão científica e pedagógica), a presente ação não releva para efeitos de progressão em carreira. No âmbito do Despacho n.º 2053/2021, publicado a 24 de fevereiro, a ação de formação, releva na dimensão científico-pedagógica para a progressão da carreira docente..

Acreditado pelo

CCPFC - Conselho Científico Pedagógico de Formação Contínua

Entidade formadora/Parceria

Centro de Formação Pêro de Alenquer-Alenquer-Arruda dos Vinhos-Sobral de Monte Agraço

Razões

O Quadro Europeu de Competência Digital para Educadores, da Comissão Europeia (DigCompEdu), pretende promover a competência digital (CD) e a inovação na educação. É essencial que os docentes desenvolvam um conjunto de CD, de modo a tirar partido do potencial das tecnologias digitais. Esta ação visa contribuir para desenvolver as CD dos docentes do sistema educativo e formativo nacional (nível 2) e a sua capacidade para implementar estratégias inovadoras de ensino e de aprendizagem. Ambiciona-se criar condições favoráveis a práticas educativas que se revelem promotoras do desenvolvimento de competências digitais dos alunos. Conjuntamente com esta formação, serão submetidas outras duas, articuladas ao nível da progressão dos conteúdos.

Objetivos

Esta ação de formação pretende desenvolver com os docentes de nível 2 (B1/B2 do DigCompEdu) um conjunto de conhecimentos e estratégias que lhes permita desenvolver CD do nível seguinte (C1/C2 do DigCompEdu). São objetivos específicos: - promover o desenvolvimento, aprofundamento e densificação das CD dos docentes, tendo em vista as 6 áreas do referencial DigCompEdu; - capacitar os docentes para a realização de atividades com tecnologias digitais em diferentes modalidades de ensino; - capacitar os docentes para a implementação de atividades que promovam a aprendizagem e o desenvolvimento das CD dos alunos; - estimular a reflexão, partilha e utilização crítica das tecnologias em contexto educativo.

Conteúdos

Os conteúdos da ação surgem, em sentido articulado e incremental, com os conteúdos da formação de nível 1. - Documentos de enquadramento das políticas educativas. - Envolvimento profissional: Discussão, renovação e inovação na prática profissional. Processos de liderança na era digital. - Recursos Educativos Digitais (RED): Utilização de estratégias e RED avançados de forma abrangente. Promoção da utilização de RED de forma colaborativa. - Ensino e Aprendizagem: Renovação da prática de ensino de forma estratégica e intencional. Inovação no processo de ensino e de aprendizagem em diferentes modalidades de ensino. - Avaliação das aprendizagens: Reflexão crítica sobre estratégias de avaliação digital. Inovação na avaliação das aprendizagens com recursos a soluções digitais. - CD dos Alunos: Promoção da CD dos alunos de forma abrangente e crítica. Inovação no envolvimento dos alunos utilizando formatos inovadores para promover a sua CD. - Planeamento da formação e aprendizagem ao longo da vida.

Metodologias

As sessões presenciais são destinadas à exploração do DigCompEdu e reflexão sobre a articulação entre as áreas de competência; à realização de atividades práticas de partilha, suportadas por um ambiente colaborativo; à exploração de ferramentas digitais para o desenvolvimento de atividades de aprendizagem promotoras da colaboração, comunicação e avaliação; à planificação e criação de atividades a implementar na escola, que promovam o desenvolvimento das CD docente e, simultaneamente, dos alunos; à reflexão crítica sobre o desenvolvimento profissional docente. Em específico, na componente de trabalho autónomo, pretende-se assegurar a implementação das atividades planificadas nas sessões presenciais, em situações reais de ensino-aprendizagem com alunos, articulando o DigCompEdu com o respetivo currículo, e a reflexão sobre as práticas desenvolvidas. Na última sessão, os formandos apresentarão os resultados dessas atividades, com evidências, proporcionando-se a discussão e a partilha.

Avaliação

Aplicação do determinado no regime Jurídico da Formação Contínua de professores, Decreto-lei nº 22/2014, de 11 de fevereiro, conjugado com o Despacho nº 4595/2015, de 6 de maio e com o “Regulamento para Acreditação e Creditação de Ações de Formação Contínua. A classificação de cada formando será realizada na escala de 1 a 10 conforme indicado no Despacho n.º 4595/2015, de 6 de maio, respeitando todos os dispositivos legais da avaliação contínua e tendo por base a participação/contributos e o trabalho final individual elaborado e apresentado pelos formandos.

Bibliografia

Comissão Europeia (2020). Blended learning in school education – guidelines for the start of the academic year 2020/21. Disponível em: https://www.schooleducationgateway.eu/pt/pub/resources/ publications/blended-learning-guidelines.htm Comissão Europeia (2018). Plano de Ação para a Educação Digital. Disponível em: https://eur-lex.europa.eu/legal-content/PT/TXT/PDF/?uri=CELEX:52018DC0022&from=EN Lucas, M., & Moreira, A. (2018). DigCompEdu: Quadro Europeu de Competência Digital para Educadores. Aveiro: UA Editora. Licht, A.H, Tasiopoulou, E., & Wastiau, P. (2017). Open Book of Educational Innovation. European Schoolnet, Brussels. Disponível em: http://www.eun.org/documents/411753/817341/ Open_book_of_Innovational_Education.pdf Ministério da Educação (2017). Perfil dos Alunos à Saída da Escolaridade Obrigatória, Lisboa: ME


Cronograma

Sessão Data Horário Duração Tipo
1 09-01-2023 (Segunda-feira) 17:00 - 20:00 3:00 Presencial
2 16-01-2023 (Segunda-feira) 17:00 - 20:00 3:00 Online síncrona
3 23-01-2023 (Segunda-feira) 17:00 - 20:00 3:00 Online síncrona
4 30-01-2023 (Segunda-feira) 17:00 - 20:30 3:30 Online síncrona
5 13-02-2023 (Segunda-feira) 17:00 - 20:00 3:00 Presencial
6 27-02-2023 (Segunda-feira) 17:00 - 20:00 3:00 Online síncrona
7 06-03-2023 (Segunda-feira) 17:00 - 20:30 3:30 Online síncrona
8 13-03-2023 (Segunda-feira) 17:00 - 20:00 3:00 Presencial


181

Ref. 135C7 Inscrições abertas até 09-01-2023

Registo de acreditação: CCPFC/ACC-116655/22

Modalidade: Curso de Formação

Duração: 25.0 horas

Início: 11-01-2023

Fim: 04-02-2023

Regime: Presencial

Local: AE Damião de Goes e FAB LAB de Torres Vedras

Formador

António Carlos Gomes Cintrão Gonçalves

Destinatários

Professores dos grupos de recrutamento 500, 510, 520 e 550

Releva

Para os efeitos previstos no n.º 1 do artigo 8.º, do Regime Jurídico da Formação Contínua de Professores, a presente ação releva para efeitos de progressão em carreira de Professores dos grupos de recrutamento 500, 510, 520 e 550. Mais se certifica que, para os efeitos previstos no artigo 9.º, do Regime Jurídico da Formação Contínua de Professores (dimensão científica e pedagógica), a presente ação releva para efeitos de progressão em carreira de Professores dos grupos de recrutamento 500, 510, 520 e 550.

Acreditado pelo

CCPFC - Conselho Científico Pedagógico de Formação Contínua

Entidade formadora/Parceria

Centro de Formação Pêro de Alenquer

Razões

Os alunos dos nossos dias procuram e gostam de utilizar as novas tecnologias, nas aulas quer experimentais quer teóricas. Em termos gerais lançamos os desafios aos professores de Informática, para que se organizassem em equipas interdisciplinares, com a finalidade geral de desenvolver modelos de aprendizagem, em diferentes disciplinas, ancorados em tecnologia Arduino. Esta ação visa apoiar os professores a promover novas abordagens, mais práticas, interdisciplinares e baseadas em projetos, no ensino e aprendizagem de conteúdos curriculares onde os alunos apresentam maiores dificuldades (matemática, física, biologia, etc.),contribuindo assim para a promoção do sucesso escolar e da descoberta de novos modos de aprender.

Objetivos

• Promover o trabalho de equipa entre docentes de Informática e docentes de outras disciplinas no desenvolvimento de metodologias e materiais de apoio à aprendizagem, em particular da Matemática, Física, Química e Biologia; • Potenciar a acessibilidade e diversidade das tecnologias Arduino no desenvolvimento de materiais e metodologias de aprendizagembaseadas em projetos; • Promover a investigação de novas metodologias de ensino centradas no aluno, com principal interveniente na construção do seuconhecimento; • Promover o uso consciente da Internet num contexto de Comunidades de Práticas baseadas na Internet. • Promover a melhoria das aprendizagens e do sucesso dos alunos.

Conteúdos

Introdução ao Arduino. Vantagens de utilizar Arduino. Arduino – Hardware/Software. Ambientes de programação. Shields/placas de expansão. Módulos. Sensores. Interligando circuitos no Arduino. Utilização do Multímetro.

Metodologias

Módulo 1: Fundamental do Arduino. Módulo 2: Desenvolvimento dos Kits de Aprendizagem Arduino. Módulo 3: Kit de Aprendizagem Arduino.

Avaliação

Os formandos serão avaliados numa escala de 1 a 10, de acordo com o Despacho 4595/2015, de 6 de maio, através da escala e dos parâmetros de avaliação estabelecidos e respeitando os dispositivos legais da avaliação contínua. A conclusão da oficina implica a obrigatoriedade da elaboração dos vários trabalhos propostos, bem como da aplicação das planificações realizadas.

Modelo

Os trabalhos realizados pelos formandos serão entregues e/ou registados num espaço específico da plataforma LMS de acordo com os prazos estabelecidos no início da oficina e divulgados na referida plataforma.

Bibliografia

SANTOS, Pessanha. Introdução ao Arduino. Acedido em 15 de maio de 2018. Disponível na Internet:http://www.isegi.unl.pt/docentes/vlobo/escola_naval/MFC/Slides%20Arduino.pdf Arduino Lessons em Technology Tutorials [em linha]. Acedido em 15 de maio de 2018. Disponível na Internet:http://www.toptechboy.com/arduino-lessons/. Módulos para Arduino no Youtube [em linha]. Acedido em 15 de maio de 2018. Disponível na Internet:https://www.youtube.com/watch?v=scOAzTiOes4 200+ Arduino Projects List For Final Year Students. Acedido em 15 de maio de 2018. Disponível na Internet:https://www.electronicshub.org/arduino-project-ideas/


Cronograma

Sessão Data Horário Duração Tipo
1 11-01-2023 (Quarta-feira) 15:00 - 18:00 3:00 Presencial
2 14-01-2023 (Sábado) 10:00 - 12:30 2:30 Online síncrona
3 14-01-2023 (Sábado) 14:00 - 17:30 3:30 Online síncrona
4 18-01-2023 (Quarta-feira) 15:00 - 18:00 3:00 Presencial
5 21-01-2023 (Sábado) 10:00 - 12:30 2:30 Presencial
6 21-01-2023 (Sábado) 14:00 - 16:30 2:30 Presencial
7 01-02-2023 (Quarta-feira) 15:00 - 18:00 3:00 Presencial
8 15-02-2023 (Quarta-feira) 15:00 - 19:00 4:00 Presencial

INSCREVER-ME

173

Ref. 125C5 Inscrições Fechadas

Registo de acreditação: CCPFC/ACC-110121/22

Modalidade: Oficina de Formação

Duração: 50.0 horas

Início: 12-01-2023

Fim: 09-03-2023

Regime: b-learning

Local: B-Learning AE Damião de Goes

Formador

Ana Cristina d Oliveira dos Santos Almeida

Destinatários

Professores do 1º Ciclo; Professores do 2º Ciclo; Professores do 3º Ciclo/Ensino Secundário; Professores da Educação Especial;

Releva

Para os efeitos previstos no n.º 1 do artigo 8.º, do Regime Jurídico da Formação Contínua de Professores, a presente ação releva para efeitos de progressão em carreira de Professores do 1º Ciclo; Professores do 2º Ciclo; Professores do 3º Ciclo/Ensino Secundário; Professores da Educação Especial;. Para efeitos de aplicação do artigo 9.º, do Regime Jurídico da Formação Contínua de Professores (dimensão científica e pedagógica), a presente ação não releva para efeitos de progressão em carreira. No âmbito do Despacho n.º 2053/2021, publicado a 24 de fevereiro, a ação de formação, releva na dimensão científico-pedagógica para a progressão da carreira docente..

Acreditado pelo

CCPFC - Conselho Científico Pedagógico de Formação Contínua

Entidade formadora/Parceria

Centro de Formação Pêro de Alenquer-Alenquer-Arruda dos Vinhos-Sobral de Monte Agraço

Razões

O Quadro Europeu de Competência Digital para Educadores, da Comissão Europeia (DigCompEdu), pretende promover a competência digital (CD) e a inovação na educação. É essencial que os docentes desenvolvam um conjunto de CD, de modo a tirar partido do potencial das tecnologias digitais. Esta ação visa contribuir para desenvolver as competências digitais dos docentes do sistema educativo e formativo nacional (nível 3) e a sua capacidade para implementar estratégias inovadoras de ensino e de aprendizagem. Ambiciona-se criar condições favoráveis a práticas educativas que se revelem promotoras do desenvolvimento de CD dos alunos. Conjuntamente com esta formação, serão submetidas outras duas, articuladas ao nível da progressão dos conteúdos.

Objetivos

Pretende-se desenvolver com os docentes de nível 3 (C1/C2 do DigCompEdu) um conjunto de conhecimentos e de processos que lhes permita potenciar as suas competências digitais na promoção de estratégias e ações inovadoras na comunidade educativa. São objetivos específicos: - formular estratégias pedagógicas inovadoras e promotoras das CD dos docentes e alunos; - capacitar os docentes para a realização de atividades com tecnologias digitais em diferentes modalidades de ensino; - promover o desenvolvimento de ações que contribuam para os Plano de Ação para o Desenvolvimento Digital das suas escolas; - promover e estimular a reflexão, a partilha e a utilização crítica das tecnologias digitais em contexto educativo.

Conteúdos

Os conteúdos da ação surgem, em sentido articulado e incremental, com os conteúdos da formação de nível 1 e 2. - Exploração de documentos de enquadramento das políticas educativas. - Discussão, renovação e inovação na prática profissional. - Reflexão em torno de conceitos relacionados com escolas, professores e alunos digitalmente competentes. - Utilização das tecnologias digitais na colaboração e inovação pedagógica ao serviço da comunidade educativa. - Estratégias e metodologias relacionadas com o desenvolvimento curricular através de ambientes e ferramentas digitais. - Estratégias digitais de caráter científico-pedagógico promotoras do desenvolvimento profissional dos docentes. - Planeamento de atividades didático-pedagógicas promotoras do desenvolvimento da competência digital dos alunos. - Conceção de Planos de Ação para o Desenvolvimento Digital: conceitos, metodologias de desenvolvimento, implementação, monitorização, avaliação.

Metodologias

As sessões presenciais são destinadas à exploração do referencial DigCompEdu e reflexão sobre a articulação entre as áreas de competência; à realização de atividades práticas inovadoras num ambiente colaborativo, de partilha e de reflexão; à exploração de ferramentas digitais para o desenvolvimento de atividades de aprendizagem promotoras da colaboração, comunicação, partilha e avaliação; à reflexão crítica sobre o desenvolvimento da componente de trabalho autónomo. Ao longo das sessões conjuntas estimular-se-á a criação e/ou participação e colaboração em comunidades de prática neste âmbito. No trabalho autónomo pretende-se estimular a planificação e conceção de ações que contribuam para a criação dos Planos de Ação de Desenvolvimento Digital, bem como para a sua regular monitorização e posterior avaliação. Na última sessão presencial os formandos apresentarão os resultados dessas atividades, com evidências, proporcionando-se momentos para a partilha e reflexão.

Avaliação

Aplicação do determinado no regime Jurídico da Formação Contínua de professores, Decreto-lei nº 22/2014, de 11 de fevereiro, conjugado com o Despacho nº 4595/2015, de 6 de maio e com o “Regulamento para Acreditação e Creditação de Ações de Formação Contínua. A classificação de cada formando será realizada na escala de 1 a 10 conforme indicado no Despacho n.º 4595/2015, de 6 de maio, respeitando todos os dispositivos legais da avaliação contínua e tendo por base a participação/contributos e o trabalho final individual elaborado e apresentado pelos formandos.

Bibliografia

Comissão Europeia (2020). Blended learning in school education – guidelines for the start of the academic year 2020/21. Disponível em: https://www.schooleducationgateway.eu/pt/pub/resources/ publications/blended-learning-guidelines.htm Comissão Europeia (2018). Plano de Ação para a Educação Digital. Disponível em: https://eur-lex.europa.eu/legal-content/PT/TXT/PDF/?uri=CELEX:52018DC0022&from=EN EU Science Hub (2018). Self-reflection tool for digitally capable schools (SELFIE). Disponível em: https://ec.europa.eu/jrc/en/digcomporg/selfie-tool Lucas, M., & Moreira, A. (2018). DigCompEdu: Quadro Europeu de Competência Digital para Educadores. Aveiro: UA Editora. Licht, A.H, Tasiopoulou, E., & Wastiau, P. (2017). Open Book of Educational Innovation. European Schoolnet, Brussels. Disponível em: http://www.eun.org/documents/411753/817341/ Open_book_of_Innovational_Education.pdf


Cronograma

Sessão Data Horário Duração Tipo
1 12-01-2023 (Quinta-feira) 16:30 - 19:30 3:00 Presencial
2 19-01-2023 (Quinta-feira) 16:30 - 19:30 3:00 Online síncrona
3 26-01-2023 (Quinta-feira) 16:30 - 19:30 3:00 Online síncrona
4 02-02-2023 (Quinta-feira) 16:30 - 19:30 3:00 Presencial
5 09-02-2023 (Quinta-feira) 16:30 - 19:30 3:00 Online síncrona
6 16-02-2023 (Quinta-feira) 16:30 - 19:30 3:00 Online síncrona
7 23-02-2023 (Quinta-feira) 16:30 - 19:30 3:00 Presencial
8 09-03-2023 (Quinta-feira) 16:30 - 20:30 4:00 Online síncrona


174

Ref. 124C6 Inscrições abertas até 06-01-2023

Registo de acreditação: CCPFC/ACC-116822/22

Modalidade: Oficina de Formação

Duração: 50.0 horas

Início: 12-01-2023

Fim: 31-03-2023

Regime: b-learning

Local: B-learning - AE Visconde de Chanceleiros

Formador

Paulo Alexandre Rocha Monteiro

Destinatários

Professores dos Ensinos Básico e Secundário e Professores de Educação Especial

Releva

Para os efeitos previstos no n.º 1 do artigo 8.º, do Regime Jurídico da Formação Contínua de Professores, a presente ação releva para efeitos de progressão em carreira de Professores dos Ensinos Básico e Secundário e Professores de Educação Especial. Para efeitos de aplicação do artigo 9.º, do Regime Jurídico da Formação Contínua de Professores (dimensão científica e pedagógica), a presente ação não releva para efeitos de progressão em carreira. No âmbito do Despacho n.º 2053/2021, publicado a 24 de fevereiro, a ação de formação, releva na dimensão científico-pedagógica para a progressão da carreira docente..

Acreditado pelo

CCPFC - Conselho Científico Pedagógico de Formação Contínua

Entidade formadora/Parceria

Centro de Formação Pêro de Alenquer-Alenquer-Arruda dos Vinhos-Sobral de Monte Agraço

Razões

O Quadro Europeu de Competência Digital para Educadores, da Comissão Europeia (DigCompEdu), pretende promover a competência digital (CD) e a inovação na educação. É essencial que os docentes desenvolvam um conjunto de CD, de modo a tirar partido do potencial das tecnologias digitais. Esta ação visa contribuir para desenvolver as CD dos docentes do sistema educativo e formativo nacional (nível 2) e a sua capacidade para implementar estratégias inovadoras de ensino e de aprendizagem. Ambiciona-se criar condições favoráveis a práticas educativas que se revelem promotoras do desenvolvimento de competências digitais dos alunos. Conjuntamente com esta formação, serão submetidas outras duas, articuladas ao nível da progressão dos conteúdos.

Objetivos

Esta ação de formação pretende desenvolver com os docentes de nível 2 (B1/B2 do DigCompEdu) um conjunto de conhecimentos e estratégias que lhes permita desenvolver CD do nível seguinte (C1/C2 do DigCompEdu). São objetivos específicos: - promover o desenvolvimento, aprofundamento e densificação das CD dos docentes, tendo em vista as 6 áreas do referencial DigCompEdu; - capacitar os docentes para a realização de atividades com tecnologias digitais em diferentes modalidades de ensino; - capacitar os docentes para a implementação de atividades que promovam a aprendizagem e o desenvolvimento das CD dos alunos; - estimular a reflexão, partilha e utilização crítica das tecnologias em contexto educativo.

Conteúdos

Os conteúdos da ação surgem, em sentido articulado e incremental, com os conteúdos da formação de nível 1. - Documentos de enquadramento das políticas educativas. - Envolvimento profissional: Discussão, renovação e inovação na prática profissional. Processos de liderança na era digital. - Recursos Educativos Digitais (RED): Utilização de estratégias e RED avançados de forma abrangente. Promoção da utilização de RED de forma colaborativa. - Ensino e Aprendizagem: Renovação da prática de ensino de forma estratégica e intencional. Inovação no processo de ensino e de aprendizagem em diferentes modalidades de ensino. - Avaliação das aprendizagens: Reflexão crítica sobre estratégias de avaliação digital. Inovação na avaliação das aprendizagens com recursos a soluções digitais. - CD dos Alunos: Promoção da CD dos alunos de forma abrangente e crítica. Inovação no envolvimento dos alunos utilizando formatos inovadores para promover a sua CD. - Planeamento da formação e aprendizagem ao longo da vida.

Metodologias

As sessões presenciais são destinadas à exploração do DigCompEdu e reflexão sobre a articulação entre as áreas de competência; à realização de atividades práticas de partilha, suportadas por um ambiente colaborativo; à exploração de ferramentas digitais para o desenvolvimento de atividades de aprendizagem promotoras da colaboração, comunicação e avaliação; à planificação e criação de atividades a implementar na escola, que promovam o desenvolvimento das CD docente e, simultaneamente, dos alunos; à reflexão crítica sobre o desenvolvimento profissional docente. Em específico, na componente de trabalho autónomo, pretende-se assegurar a implementação das atividades planificadas nas sessões presenciais, em situações reais de ensino-aprendizagem com alunos, articulando o DigCompEdu com o respetivo currículo, e a reflexão sobre as práticas desenvolvidas. Na última sessão, os formandos apresentarão os resultados dessas atividades, com evidências, proporcionando-se a discussão e a partilha.

Avaliação

Aplicação do determinado no regime Jurídico da Formação Contínua de professores, Decreto-lei nº 22/2014, de 11 de fevereiro, conjugado com o Despacho nº 4595/2015, de 6 de maio e com o “Regulamento para Acreditação e Creditação de Ações de Formação Contínua. A classificação de cada formando será realizada na escala de 1 a 10 conforme indicado no Despacho n.º 4595/2015, de 6 de maio, respeitando todos os dispositivos legais da avaliação contínua e tendo por base a participação/contributos e o trabalho final individual elaborado e apresentado pelos formandos.

Bibliografia

Comissão Europeia (2020). Blended learning in school education – guidelines for the start of the academic year 2020/21. Disponível em: https://www.schooleducationgateway.eu/pt/pub/resources/ publications/blended-learning-guidelines.htm Comissão Europeia (2018). Plano de Ação para a Educação Digital. Disponível em: https://eur-lex.europa.eu/legal-content/PT/TXT/PDF/?uri=CELEX:52018DC0022&from=EN Lucas, M., & Moreira, A. (2018). DigCompEdu: Quadro Europeu de Competência Digital para Educadores. Aveiro: UA Editora. Licht, A.H, Tasiopoulou, E., & Wastiau, P. (2017). Open Book of Educational Innovation. European Schoolnet, Brussels. Disponível em: http://www.eun.org/documents/411753/817341/ Open_book_of_Innovational_Education.pdf Ministério da Educação (2017). Perfil dos Alunos à Saída da Escolaridade Obrigatória, Lisboa: ME


Cronograma

Sessão Data Horário Duração Tipo
1 05-01-2023 (Quinta-feira) 17:30 - 20:30 3:00 Presencial
2 12-01-2023 (Quinta-feira) 17:30 - 20:30 3:00 Online síncrona
3 19-01-2023 (Quinta-feira) 17:30 - 20:30 3:00 Online síncrona
4 26-01-2023 (Quinta-feira) 17:30 - 20:30 3:00 Presencial
5 02-02-2023 (Quinta-feira) 17:30 - 20:30 3:00 Online síncrona
6 09-02-2023 (Quinta-feira) 17:30 - 20:30 3:00 Online síncrona
7 16-02-2023 (Quinta-feira) 17:30 - 20:30 3:00 Online síncrona
8 23-02-2023 (Quinta-feira) 17:30 - 21:30 4:00 Presencial

INSCREVER-ME

178

Ref. 124C8 Inscrições abertas até 05-01-2023

Registo de acreditação: CCPFC/ACC-116822/22

Modalidade: Oficina de Formação

Duração: 50.0 horas

Início: 12-01-2023

Fim: 16-03-2023

Regime: b-learning

Local: B-learning -AE Abrigada

Formador

Rui Filipe Nunes Lopes

Destinatários

Professores dos Ensinos Básico e Secundário e Professores de Educação Especial

Releva

Para os efeitos previstos no n.º 1 do artigo 8.º, do Regime Jurídico da Formação Contínua de Professores, a presente ação releva para efeitos de progressão em carreira de Professores dos Ensinos Básico e Secundário e Professores de Educação Especial. Para efeitos de aplicação do artigo 9.º, do Regime Jurídico da Formação Contínua de Professores (dimensão científica e pedagógica), a presente ação não releva para efeitos de progressão em carreira. No âmbito do Despacho n.º 2053/2021, publicado a 24 de fevereiro, a ação de formação, releva na dimensão científico-pedagógica para a progressão da carreira docente..

Acreditado pelo

CCPFC - Conselho Científico Pedagógico de Formação Contínua

Entidade formadora/Parceria

Centro de Formação Pêro de Alenquer-Alenquer-Arruda dos Vinhos-Sobral de Monte Agraço

Razões

O Quadro Europeu de Competência Digital para Educadores, da Comissão Europeia (DigCompEdu), pretende promover a competência digital (CD) e a inovação na educação. É essencial que os docentes desenvolvam um conjunto de CD, de modo a tirar partido do potencial das tecnologias digitais. Esta ação visa contribuir para desenvolver as CD dos docentes do sistema educativo e formativo nacional (nível 2) e a sua capacidade para implementar estratégias inovadoras de ensino e de aprendizagem. Ambiciona-se criar condições favoráveis a práticas educativas que se revelem promotoras do desenvolvimento de competências digitais dos alunos. Conjuntamente com esta formação, serão submetidas outras duas, articuladas ao nível da progressão dos conteúdos.

Objetivos

Esta ação de formação pretende desenvolver com os docentes de nível 2 (B1/B2 do DigCompEdu) um conjunto de conhecimentos e estratégias que lhes permita desenvolver CD do nível seguinte (C1/C2 do DigCompEdu). São objetivos específicos: - promover o desenvolvimento, aprofundamento e densificação das CD dos docentes, tendo em vista as 6 áreas do referencial DigCompEdu; - capacitar os docentes para a realização de atividades com tecnologias digitais em diferentes modalidades de ensino; - capacitar os docentes para a implementação de atividades que promovam a aprendizagem e o desenvolvimento das CD dos alunos; - estimular a reflexão, partilha e utilização crítica das tecnologias em contexto educativo.

Conteúdos

Os conteúdos da ação surgem, em sentido articulado e incremental, com os conteúdos da formação de nível 1. - Documentos de enquadramento das políticas educativas. - Envolvimento profissional: Discussão, renovação e inovação na prática profissional. Processos de liderança na era digital. - Recursos Educativos Digitais (RED): Utilização de estratégias e RED avançados de forma abrangente. Promoção da utilização de RED de forma colaborativa. - Ensino e Aprendizagem: Renovação da prática de ensino de forma estratégica e intencional. Inovação no processo de ensino e de aprendizagem em diferentes modalidades de ensino. - Avaliação das aprendizagens: Reflexão crítica sobre estratégias de avaliação digital. Inovação na avaliação das aprendizagens com recursos a soluções digitais. - CD dos Alunos: Promoção da CD dos alunos de forma abrangente e crítica. Inovação no envolvimento dos alunos utilizando formatos inovadores para promover a sua CD. - Planeamento da formação e aprendizagem ao longo da vida.

Metodologias

As sessões presenciais são destinadas à exploração do DigCompEdu e reflexão sobre a articulação entre as áreas de competência; à realização de atividades práticas de partilha, suportadas por um ambiente colaborativo; à exploração de ferramentas digitais para o desenvolvimento de atividades de aprendizagem promotoras da colaboração, comunicação e avaliação; à planificação e criação de atividades a implementar na escola, que promovam o desenvolvimento das CD docente e, simultaneamente, dos alunos; à reflexão crítica sobre o desenvolvimento profissional docente. Em específico, na componente de trabalho autónomo, pretende-se assegurar a implementação das atividades planificadas nas sessões presenciais, em situações reais de ensino-aprendizagem com alunos, articulando o DigCompEdu com o respetivo currículo, e a reflexão sobre as práticas desenvolvidas. Na última sessão, os formandos apresentarão os resultados dessas atividades, com evidências, proporcionando-se a discussão e a partilha.

Avaliação

Aplicação do determinado no regime Jurídico da Formação Contínua de professores, Decreto-lei nº 22/2014, de 11 de fevereiro, conjugado com o Despacho nº 4595/2015, de 6 de maio e com o “Regulamento para Acreditação e Creditação de Ações de Formação Contínua. A classificação de cada formando será realizada na escala de 1 a 10 conforme indicado no Despacho n.º 4595/2015, de 6 de maio, respeitando todos os dispositivos legais da avaliação contínua e tendo por base a participação/contributos e o trabalho final individual elaborado e apresentado pelos formandos.

Bibliografia

Comissão Europeia (2020). Blended learning in school education – guidelines for the start of the academic year 2020/21. Disponível em: https://www.schooleducationgateway.eu/pt/pub/resources/ publications/blended-learning-guidelines.htm Comissão Europeia (2018). Plano de Ação para a Educação Digital. Disponível em: https://eur-lex.europa.eu/legal-content/PT/TXT/PDF/?uri=CELEX:52018DC0022&from=EN Lucas, M., & Moreira, A. (2018). DigCompEdu: Quadro Europeu de Competência Digital para Educadores. Aveiro: UA Editora. Licht, A.H, Tasiopoulou, E., & Wastiau, P. (2017). Open Book of Educational Innovation. European Schoolnet, Brussels. Disponível em: http://www.eun.org/documents/411753/817341/ Open_book_of_Innovational_Education.pdf Ministério da Educação (2017). Perfil dos Alunos à Saída da Escolaridade Obrigatória, Lisboa: ME


Cronograma

Sessão Data Horário Duração Tipo
1 12-01-2023 (Quinta-feira) 17:00 - 20:00 3:00 Presencial
2 19-01-2023 (Quinta-feira) 17:00 - 20:00 3:00 Online síncrona
3 26-01-2023 (Quinta-feira) 17:00 - 20:00 3:00 Online síncrona
4 09-02-2023 (Quinta-feira) 17:00 - 20:30 3:30 Online síncrona
5 16-02-2023 (Quinta-feira) 17:00 - 20:00 3:00 Presencial
6 02-03-2023 (Quinta-feira) 17:00 - 20:00 3:00 Online síncrona
7 09-03-2023 (Quinta-feira) 17:00 - 20:30 3:30 Online síncrona
8 16-03-2023 (Quinta-feira) 17:00 - 20:00 3:00 Presencial

INSCREVER-ME

182

Ref. 124C10 Inscrições abertas até 11-01-2023

Registo de acreditação: CCPFC/ACC-116822/22

Modalidade: Oficina de Formação

Duração: 50.0 horas

Início: 17-01-2023

Fim: 09-05-2023

Regime: b-learning

Local: B-Learning AE Joaquim Inácio da Cruz Sobral

Formador

Cristina Maria de Sousa Rosa

Destinatários

Professores dos Ensinos Básico e Secundário e Professores de Educação Especial

Releva

Para os efeitos previstos no n.º 1 do artigo 8.º, do Regime Jurídico da Formação Contínua de Professores, a presente ação releva para efeitos de progressão em carreira de Professores dos Ensinos Básico e Secundário e Professores de Educação Especial. Para efeitos de aplicação do artigo 9.º, do Regime Jurídico da Formação Contínua de Professores (dimensão científica e pedagógica), a presente ação não releva para efeitos de progressão em carreira. No âmbito do Despacho n.º 2053/2021, publicado a 24 de fevereiro, a ação de formação, releva na dimensão científico-pedagógica para a progressão da carreira docente..

Acreditado pelo

CCPFC - Conselho Científico Pedagógico de Formação Contínua

Entidade formadora/Parceria

Centro de Formação Pêro de Alenquer-Alenquer-Arruda dos Vinhos-Sobral de Monte Agraço

Razões

O Quadro Europeu de Competência Digital para Educadores, da Comissão Europeia (DigCompEdu), pretende promover a competência digital (CD) e a inovação na educação. É essencial que os docentes desenvolvam um conjunto de CD, de modo a tirar partido do potencial das tecnologias digitais. Esta ação visa contribuir para desenvolver as CD dos docentes do sistema educativo e formativo nacional (nível 2) e a sua capacidade para implementar estratégias inovadoras de ensino e de aprendizagem. Ambiciona-se criar condições favoráveis a práticas educativas que se revelem promotoras do desenvolvimento de competências digitais dos alunos. Conjuntamente com esta formação, serão submetidas outras duas, articuladas ao nível da progressão dos conteúdos.

Objetivos

Esta ação de formação pretende desenvolver com os docentes de nível 2 (B1/B2 do DigCompEdu) um conjunto de conhecimentos e estratégias que lhes permita desenvolver CD do nível seguinte (C1/C2 do DigCompEdu). São objetivos específicos: - promover o desenvolvimento, aprofundamento e densificação das CD dos docentes, tendo em vista as 6 áreas do referencial DigCompEdu; - capacitar os docentes para a realização de atividades com tecnologias digitais em diferentes modalidades de ensino; - capacitar os docentes para a implementação de atividades que promovam a aprendizagem e o desenvolvimento das CD dos alunos; - estimular a reflexão, partilha e utilização crítica das tecnologias em contexto educativo.

Conteúdos

Os conteúdos da ação surgem, em sentido articulado e incremental, com os conteúdos da formação de nível 1. - Documentos de enquadramento das políticas educativas. - Envolvimento profissional: Discussão, renovação e inovação na prática profissional. Processos de liderança na era digital. - Recursos Educativos Digitais (RED): Utilização de estratégias e RED avançados de forma abrangente. Promoção da utilização de RED de forma colaborativa. - Ensino e Aprendizagem: Renovação da prática de ensino de forma estratégica e intencional. Inovação no processo de ensino e de aprendizagem em diferentes modalidades de ensino. - Avaliação das aprendizagens: Reflexão crítica sobre estratégias de avaliação digital. Inovação na avaliação das aprendizagens com recursos a soluções digitais. - CD dos Alunos: Promoção da CD dos alunos de forma abrangente e crítica. Inovação no envolvimento dos alunos utilizando formatos inovadores para promover a sua CD. - Planeamento da formação e aprendizagem ao longo da vida.

Metodologias

As sessões presenciais são destinadas à exploração do DigCompEdu e reflexão sobre a articulação entre as áreas de competência; à realização de atividades práticas de partilha, suportadas por um ambiente colaborativo; à exploração de ferramentas digitais para o desenvolvimento de atividades de aprendizagem promotoras da colaboração, comunicação e avaliação; à planificação e criação de atividades a implementar na escola, que promovam o desenvolvimento das CD docente e, simultaneamente, dos alunos; à reflexão crítica sobre o desenvolvimento profissional docente. Em específico, na componente de trabalho autónomo, pretende-se assegurar a implementação das atividades planificadas nas sessões presenciais, em situações reais de ensino-aprendizagem com alunos, articulando o DigCompEdu com o respetivo currículo, e a reflexão sobre as práticas desenvolvidas. Na última sessão, os formandos apresentarão os resultados dessas atividades, com evidências, proporcionando-se a discussão e a partilha.

Avaliação

Aplicação do determinado no regime Jurídico da Formação Contínua de professores, Decreto-lei nº 22/2014, de 11 de fevereiro, conjugado com o Despacho nº 4595/2015, de 6 de maio e com o “Regulamento para Acreditação e Creditação de Ações de Formação Contínua. A classificação de cada formando será realizada na escala de 1 a 10 conforme indicado no Despacho n.º 4595/2015, de 6 de maio, respeitando todos os dispositivos legais da avaliação contínua e tendo por base a participação/contributos e o trabalho final individual elaborado e apresentado pelos formandos.

Bibliografia

Comissão Europeia (2020). Blended learning in school education – guidelines for the start of the academic year 2020/21. Disponível em: https://www.schooleducationgateway.eu/pt/pub/resources/ publications/blended-learning-guidelines.htm Comissão Europeia (2018). Plano de Ação para a Educação Digital. Disponível em: https://eur-lex.europa.eu/legal-content/PT/TXT/PDF/?uri=CELEX:52018DC0022&from=EN Lucas, M., & Moreira, A. (2018). DigCompEdu: Quadro Europeu de Competência Digital para Educadores. Aveiro: UA Editora. Licht, A.H, Tasiopoulou, E., & Wastiau, P. (2017). Open Book of Educational Innovation. European Schoolnet, Brussels. Disponível em: http://www.eun.org/documents/411753/817341/ Open_book_of_Innovational_Education.pdf Ministério da Educação (2017). Perfil dos Alunos à Saída da Escolaridade Obrigatória, Lisboa: ME


Cronograma

Sessão Data Horário Duração Tipo
1 17-01-2023 (Terça-feira) 18:30 - 21:30 3:00 Presencial
2 26-01-2023 (Quinta-feira) 18:30 - 21:30 3:00 Online síncrona
3 16-02-2023 (Quinta-feira) 18:30 - 21:30 3:00 Online síncrona
4 07-03-2023 (Terça-feira) 18:30 - 21:30 3:00 Presencial
5 21-03-2023 (Terça-feira) 18:30 - 21:30 3:00 Online síncrona
6 18-04-2023 (Terça-feira) 18:30 - 22:00 3:30 Online síncrona
7 02-05-2023 (Terça-feira) 18:30 - 22:00 3:30 Online síncrona
8 09-05-2023 (Terça-feira) 18:30 - 21:30 3:00 Presencial

INSCREVER-ME

186

Ref. 130C5 Inscrições abertas até 27-01-2023

Registo de acreditação: CCPFC/ACC-113577/21

Modalidade: Oficina de Formação

Duração: 30.0 horas

Início: 01-02-2023

Fim: 22-03-2023

Regime: Presencial

Local: AE Damião de Goes

Formador

Conceição da Natividade Xavier de Oliveira

Maria Cecília de Sousa Vieira

Destinatários

Grupos de recrutamento 200, 210, 220 e 300

Releva

Para os efeitos previstos no n.º 1 do artigo 8.º, do Regime Jurídico da Formação Contínua de Professores, a presente ação releva para efeitos de progressão em carreira de Grupos de recrutamento 200, 210, 220 e 300. Mais se certifica que, para os efeitos previstos no artigo 9.º, do Regime Jurídico da Formação Contínua de Professores (dimensão científica e pedagógica), a presente ação releva para efeitos de progressão em carreira de Grupos de recrutamento 200, 210, 220 e 300.

Acreditado pelo

CCPFC - Conselho Científico Pedagógico de Formação Contínua

Razões

Esta formação decorre da necessidade de mudança de paradigma educativo veiculado pelos documentos “O Perfil do Aluno à Saída da Escolaridade Obrigatória” e “Aprendizagens Essenciais do Português” do Ministério da Educação, e que deve ser seguido/apropriado pelos docentes nas escolas. Os conteúdos centrar-se-ão no cruzamento das competências inerentes à disciplina de Português - a oralidade (compreensão e expressão); a Escrita; a Educação Literária; a Leitura e a Gramática (uso e conhecimento específico da língua) – com o desenvolvimento de estratégias que integrem ferramentas WEB 2.0 associadas ao desenvolvimento de um projeto colaborativo na plataforma eTwinning.

Objetivos

Desenvolver estratégias inovadoras de ensino e aprendizagem do Português, incluindo ensino a distância, integrando as ferramentas WEB 2.0; Promover competências relacionadas com a ética e a Cidadania Digital; Desenvolver trabalho colaborativo ,contribuindo para a inovação pedagógica; Perspetivar os Domínios de Autonomia Curricular como uma oportunidade para melhorar as aprendizagens dos alunos na disciplina de Português; Encontrar nas Aprendizagens Essenciais temas que propiciem a aprendizagem baseada em projetos colaborativos, tanto a nível nacional como internacional, na área do Português; Contribuir para o sucesso educativo, promovendo a aproximação entre a escola e a realidade dos alunos.

Conteúdos

Aprendizagens essenciais das disciplinas do quadro de abrangência do Português; Aprendizagem do Português através da metodologia PBL (project-based learning); Domínios de Autonomia Curricular (DAC); Modalidades de avaliação do PBL. O eTwinning como comunidade que potencia o trabalho colaborativo na área da língua materna; Kits de projetos na área da língua materna; eTwinning Live: um espaço onde se estabelecem parcerias online para desenvolver projetos na área da língua materna.

Metodologias

Nas sessões presenciais serão apresentados os conteúdos, seguido de discussão em grupo e exploração orientada dos recursos a usar. Será promovida a reflexão, com base na documentação nacional e internacional, sobre a metodologia de sala de aula do professor de português/língua materna e a necessidade de desenvolvimento de projetos transversais a estas áreas. Nas sessões de trabalho autónomo os formandos terão de se registar no portal eTwinning, explorar o seu espaço pessoal e os recursos disponíveis para a abordagem das aprendizagens essenciais do Português e para a concretização das competências transversais previstas no Perfil dos Alunos. A planificação de um projeto colaborativo será avaliada pelos pares, em pequenos grupos, e serão sugeridas possíveis melhorias. No produto final, os formandos terão de planificar um projeto eTwinning, no âmbito da Língua Materna, formalizá-lo no portal eTwinning e encetar o seu desenvolvimento com os alunos, bem como entregar um relatório de reflexão crítica da ação ao formador.

Avaliação

A avaliação final será efetuada numa escala de 1 a 10, conforme indicado no Despacho n.º4595/2015, de 6 de maio.

Modelo

Avaliação contínua tendo em conta os seguintes parâmetros: - Participação e contributos – 40% (Realização das tarefas propostas no decurso das sessões presenciais 10%; Participação na avaliação de pares10%; Apresentação do projeto eTwinning(língua materna) 20%) - Trabalho de Aplicação de Conteúdos - 60% (Qualidade do planificação elaborada 20%; Formalização de um projeto na plataforma eTwinning 20%; Participação no TwinSpace do projeto de suporte à oficina de formação 10%; Qualidade do relatório de reflexão crítica 10%).

Bibliografia

UNESCO (2016). Educação 2030: Declaração de Incheon e Marco de Ação, rumo a uma educação de qualidade inclusiva eequitativa e à educação ao longo da vida para todos. Disponível em https://unesdoc.unesco.org/ark:/48223/pf0000243278_por.Consultado de 12/12/2019. OCDE (2018). The future of education and skills - Education 2030. Disponível emhttps://www.oecd.org/education/2030/E2030%20Position%20Paper%20(05.04.2018).pdf. Consultado em 12/12/2019. Decretos-Lei n.ºs 54/2018 e 55/2018, de 6 de julho Oliveira Martins, Guilherme, et al. (2017). O Perfil dos Alunos à Saída da Escolaridade Obrigatória, Ministério da Educação, Direção-Geral da Educação, Editorial doMinistério da Educação e Ciência, Lisboa Gilleran, A.; Kearney, C. (2014). Desenvolver as competências dos alunos através do eTwinning. Bruxelas: Serviços Centrais deApoio eTwinning/European Schoolnet. Disponível em http:/files.eun.org/etwinning/book2014/PT_Etwinning_2014.pdf. Consultadoem:19 de dezembro


Cronograma

Sessão Data Horário Duração Tipo
1 01-02-2023 (Quarta-feira) 15:00 - 18:00 3:00 Presencial
2 15-02-2023 (Quarta-feira) 15:00 - 18:00 3:00 Presencial
3 01-03-2023 (Quarta-feira) 15:00 - 18:00 3:00 Presencial
4 15-03-2023 (Quarta-feira) 15:00 - 18:00 3:00 Presencial
5 22-03-2023 (Quarta-feira) 15:00 - 18:00 3:00 Presencial

INSCREVER-ME

161

Ref. 140C1 Inscrições abertas até 21-02-2023

Registo de acreditação: CCPFC/ACC-114236/22

Modalidade: Oficina de Formação

Duração: 50.0 horas

Início: 28-02-2023

Fim: 16-05-2023

Regime: b-learning

Local: B-Learning AE Joaquim Inácio da Cruz Sobral

Formador

Palmira Madalena Soares Alves do Vale

Destinatários

Educadores de Infância, Professores do Ensino Básico, Secundário e Educação Especial

Releva

Para os efeitos previstos no n.º 1 do artigo 8.º, do Regime Jurídico da Formação Contínua de Professores, a presente ação releva para efeitos de progressão em carreira de Educadores de Infância, Professores do Ensino Básico, Secundário e Educação Especial. Para efeitos de aplicação do artigo 9.º, do Regime Jurídico da Formação Contínua de Professores (dimensão científica e pedagógica), a presente ação não releva para efeitos de progressão em carreira.

Acreditado pelo

CCPFC - Conselho Científico Pedagógico de Formação Contínua

Entidade formadora/Parceria

Centro de Formação Pêro de Alenquer-Alenquer-Arruda dos Vinhos-Sobral de Monte Agraço

Razões

O Plano Nacional de Leitura 2027 (PNL2027) iniciou a implementação de um repositório digital de Roteiros de Leitura realizados em torno de obras constantes das listas do PNL2027 e obras constantes das Aprendizagens Essenciais e Programas em vigor em Portugal (ver exemplo em https://youtu.be/k3BwgxFpU2s).Entre outras áreas de intervenção, o PNL 2027, pretende “[realizar o] incentivo à leitura extensiva, reflexiva e em profundidade de livros impressos e/ou digitais, através de estratégias e contextos diversificados (...); [promover] o fomento do uso de ferramentas digitais como estratégia pedagógica para motivação e melhoria da leitura e da escrita”. Nesse sentido esta ação de formação, inspirada no projeto "Google Lit Trips" da Associação Não Lucrativa GLT Global Ed (http://www.gltglobaled.org/aboutGLTGE/gltGlobalED.php) e, na continuidade de uma edição anterior que privilegiou ferramentas disponíveis nas escolas, pretende tirar partido das mais recentes possibilidades tecnológicas e necessidades de continuar a providenciar cenários de aprendizagem em ambiente presencial, a distância ou misto, nos diversos ciclos de ensino, permitindo de envolver os alunos, ajudando-os a ver as conexões e aplicações do que estão a aprender no seu ambiente de aprendizagem, ao mundo real.

Objetivos

Compreender a importância de recursos educativos digitais de qualidade na organização dos processos de ensino e aprendizagem no século XXI; Reforçar o entendimento do potencial da literacia digital na promoção da competência leitora, dotando professores e alunos de novos recursos e estratégias; Conhecer as finalidades e estrutura de diversas ferramentas para a realização de recursos educativos digitais georreferenciados, nomeadamente o Google Earth Web e suas potencialidades pedagógicas; Conceber Guiões Pedagógicos que contextualizam ferramentas digitais que beneficiem da georreferenciação para a realização de atividades de natureza interdisciplinar e que promovam a leitura, o pensamento crítico e a criatividade; Compreender a importância do desenho de percursos de aprendizagem autónoma numa perspetiva de trabalho de projeto interdisciplinar; Planificar e construir recursos educativos com o Google Earth Web e aplicá-los em contextos de ensino/aprendizagem, em projetos de aprendizagem ativa, promovendo aprendizagens significativas e o trabalho colaborativo e cooperativo entre docentes e entre alunos.

Conteúdos

Aprendizagens Essenciais, Perfil dos Alunos à Saída da Escolaridade Obrigatória e o desenho de Domínios de Articulação Curricular. Literacia disciplinar, interdisciplinaridade e trabalho colaborativo (metodologia de trabalho de projeto). O conceito “Roteiro Digital de Leitura”: exploração de vários recursos construídos como projetos de aprendizagem interdisciplinar desenvolvidos por docentes e alunos de forma colaborativa / cooperativa com recurso a versões anteriores do Google Earth e integrando outras ferramentas da Google como a Google Drive. Ferramentas e tutoriais para a produção de RDL - georreferenciação: Google Earth, Google Os Meus Mapas, Google Tour Builder e Google Earth Web . - produção e partilha: Google Drive, Youtube. - o desenho de um Guião pedagógico

Metodologias

Presencial , online e de trabalho autónomo.

Avaliação

Os formandos serão classificados na escala de 1 a 10, conforme indicado na Carta Circular CCPFC n.° 3/ 2007, respeitando todos os dispositivos legais da avaliação contínua.

Modelo

- Participação nas atividades de discussão/reflexão propostas ao longo da ação - Tarefas realizadas nas sessões. - Planificação das atividades de aprendizagem ativa e do projeto “Viagens Literárias" para exploração com os alunos em contexto de ensino e aprendizagem (roteiro pedagógico). - Reflexão individual sobre a aplicação em contexto de ensino e aprendizagem das atividades de aprendizagem ativa e do projeto "Viagens Literárias" desenhado com ferramentas Google . - Apresentação e partilha final do trabalho desenvolvido.

Bibliografia

Annenberg Learner, What Is Disciplinary Literacy? , s.d. Disponível em https://www.learner.org/series/reading-writing-in-the- disciplines/what-is-disciplinary-lite racy/ Consultado a 19 de agosto de 2020. Coldwell, J., Craig, A. & Goold, A. ( 2011) Using e-Technologies for Active Learning . Interdisciplinary Journal of Information, Knowledge, and Management, 6, 95-106. Disponível em https://www.researchgate.net/publication/228986229_Using_eTechnologies_for_Active_ Learning Consultado a 10 de agosto de 2020. ILA (International Literacy Association) (2017). Content Area and Disciplinary Literacy: Strategies and Frameworks. Disponível em https://www.literacyworldwide.org/docs/default-source/where-we-stand/ila-content-are a-disciplinary-literacy-strategies-frameworks.pdf? sfvrsn=e180a58e_6 Consultado a 10 de agosto de 2020. Miragaia, E., & Balula, J. P. (2017). Estratégias para o desenvolvimento da compreensão de textos literários na sala de aula. In L. Menezes, A. P. Cardoso, B. Rego, J. P. Balula, M. Figueiredo, & S. Felizardo (Eds). Olhares sobre a Educação: em torno da formação de professores (pp. 131-139). Viseu: Escola Superior de Educação de Viseu (ESEV). Patterson, Todd C. (2007), Google Earth as a (Not Just) Geography Education Tool, Journal of Geography, Vol. 106 (4), 145 – 152. Disponível em http ://ww w.informaw orld.com/smpp /c ontent content=a788160864 Consultado a 10 de agosto de 2020.


Cronograma

Sessão Data Horário Duração Tipo
1 28-02-2023 (Terça-feira) 18:00 - 21:00 3:00 Online síncrona
2 07-03-2023 (Terça-feira) 17:30 - 20:30 3:00 Presencial
3 14-03-2023 (Terça-feira) 18:00 - 21:00 3:00 Online síncrona
4 21-03-2023 (Terça-feira) 17:30 - 20:30 3:00 Presencial
5 18-04-2023 (Terça-feira) 18:00 - 21:00 3:00 Online síncrona
6 02-05-2023 (Terça-feira) 18:00 - 21:00 3:00 Online síncrona
7 09-05-2023 (Terça-feira) 18:00 - 21:30 3:30 Online síncrona
8 16-05-2023 (Terça-feira) 17:30 - 21:00 3:30 Presencial

INSCREVER-ME

187

Ref. 134C6 Inscrições abertas até 13-03-2023

Registo de acreditação: CCPFC/ACC-113592/21

Modalidade: Curso de Formação

Duração: 25.0 horas

Início: 15-03-2023

Fim: 17-05-2023

Regime: Presencial

Local: AE Damião de Goes

Formador

Shilá Maria Almeida Quadros Fernandes

Destinatários

Professores dos grupos de recrutamento 260 e 620

Releva

Para os efeitos previstos no n.º 1 do artigo 8.º, do Regime Jurídico da Formação Contínua de Professores, a presente ação releva para efeitos de progressão em carreira de Professores dos grupos de recrutamento 260 e 620. Mais se certifica que, para os efeitos previstos no artigo 9.º, do Regime Jurídico da Formação Contínua de Professores (dimensão científica e pedagógica), a presente ação releva para efeitos de progressão em carreira de Professores dos grupos de recrutamento 260 e 620.

Acreditado pelo

CCPFC - Conselho Científico Pedagógico de Formação Contínua

Entidade formadora/Parceria

Centro de Formação Pêro de Alenquer

Razões

A dança é uma matéria da subárea Atividades Rítmicas e Expressivas no âmbito das aprendizagens essenciais de educação física desde o 5º ano do Ensino Básico até ao Ensino Secundário. Na dança são trabalhadas todas as áreas do perfil dos alunos, conhecimentos capacidades e atitudes tendo impacto em todos os descritores. Como uma forma de arte deve ser ensinada através da experimentação, composição, interpretação e visualização/fruição de coreografias. Esta ação pretende colmatar uma necessidade de formação especifica desta matéria por parte dos docentes de educação Física .A dança é a arena perfeita para para flexibilizar as matérias de outras áreas como o português, a matemática, a história, etc utilizando-as como pretextos para a criação artística.

Objetivos

Dotar os formandos com conhecimentos relativos à criação, composição e fruição em dança em contexto escolar de modo a que possam interagir com as outras disciplinas flexibilizando o currículo. Contextualizar propostas concretas no âmbito do 2º, 3º ciclos e secundário. Vivenciar metodologias de dança na construção de uma coreografia com os seus pares partindo de um exemplo prático, atual e decorrente do currículo. Conhecer o processo de apresentação/fruição de uma coreografia.

Conteúdos

Os benefícios do ensino da Dança, Os elementos de Dança (Laban), O formato da aula de dança, Desafio de ensino através da dança de nomes, adjetivos e adjetivos Português. Composição coreográfica, Apresentação / fruição da coreográfica, Regresso à calma, Iniciação ao mindfulness. Desafio de ensino da divisão de números inteiros através da Dança. Construção de um projeto coreográfico.

Metodologias

Oito sessões presenciais.

Avaliação

Os formandos serão avaliados na escala de 1 a 10 valores, conforme indicado nos n.º5 e 6 do artigo 4.º do Despacho n.º 4595/2015, DR 2.ª série, N.º87, de 6 de Maio, utilizando os parâmetros de avaliação estabelecidos pelo CFAE, a saber 40% para a participação e 60% para a produção de trabalhos e materiais com intervenção direta no contexto educativo.

Bibliografia

LABAN, Rudolf. (2011) BLOM, L., CHAPLIN T (1982), DONOVAN, L., PASCALE, L, (2012)


Cronograma

Sessão Data Horário Duração Tipo
1 15-03-2023 (Quarta-feira) 15:00 - 18:30 3:30 Presencial
2 22-03-2023 (Quarta-feira) 15:00 - 18:30 3:30 Presencial
3 29-03-2023 (Quarta-feira) 15:00 - 18:30 3:30 Presencial
4 19-04-2023 (Quarta-feira) 15:00 - 18:30 3:30 Presencial
5 26-04-2023 (Quarta-feira) 15:00 - 18:30 3:30 Presencial
6 10-05-2023 (Quarta-feira) 15:00 - 18:30 3:30 Presencial
7 17-05-2023 (Quarta-feira) 15:00 - 17:00 2:00 Presencial
8 24-05-2023 (Quarta-feira) 15:00 - 17:00 2:00 Presencial

INSCREVER-ME

172

Ref. 139C1 A decorrer

Registo de acreditação: CCPFC/ACC-118496/22

Modalidade: Curso de Formação

Duração: 15.0 horas

Início: 17-11-2022

Fim: 29-11-2022

Regime: Presencial

Local: AE Damião de Goes

Formador

João Manuel de Sousa Afonso

Destinatários

Professores do 1º Ciclo; Professores do 2º Ciclo; Professores do 3º Ciclo/Ensino Secundário;

Releva

Para os efeitos previstos no n.º 1 do artigo 8.º, do Regime Jurídico da Formação Contínua de Professores, a presente ação releva para efeitos de progressão em carreira de Professores do 1º Ciclo; Professores do 2º Ciclo; Professores do 3º Ciclo/Ensino Secundário;. Para efeitos de aplicação do artigo 9.º, do Regime Jurídico da Formação Contínua de Professores (dimensão científica e pedagógica), a presente ação não releva para efeitos de progressão em carreira.

Acreditado pelo

CCPFC - Conselho Científico Pedagógico de Formação Contínua

Entidade formadora/Parceria

Centro de Formação Pêro de Alenquer-Alenquer-Arruda dos Vinhos-Sobral de Monte Agraço

Razões

Apesar da crescente tendência, na atualidade, para a desmaterialização documental, a existência física da biblioteca num espaço dedicado do recinto escolar, gerido por professores bibliotecários e acessível a todos os públicos continua, mais do que nunca, válida e justificada. Contudo, deverá iniciar-se uma nova etapa na vida da biblioteca, natural na história de todas as instituições dinâmicas: a reconfiguração imposta pelas mudanças trazidas pela passagem do tempo, a correção de opções e condições de serviço que já não respondem às necessidades e, acima de tudo, a conciliação de práticas datadas com novas formas de trabalho que, sem descaracterizarem a biblioteca, a compaginem com as novas solicitações. Com esta ação pretendem-se capacitar os formandos para uma intervenção qualificada no espaço físico da biblioteca, dotando-a de novos serviços e funcionalidades.

Objetivos

Capacitar os formandos com instrumentos e metodologias de trabalho, habilitando-os para realizar uma intervenção qualificada no espaço da biblioteca, flexibilizando-o de acordo com o paradigma de trabalho da escola do século XXI; Programar a implementação e gestão de novos serviços, que possibilitem a descentralização da biblioteca e a sua intervenção em extensão; Proporcionar o contacto e conhecimento dos princípios básicos do quadro legal e normativo para a gestão de espaços e equipamentos em recintos escolares;Refletir sobre a necessidade de adotar novas formas de gestão dos espaços e do serviço de biblioteca escolar.

Conteúdos

Biblioteca escolar, espaço multimodal:. o modelo conceptual da escola portuguesa: áreas de ensino, gestão e sociais; modelo conceptual da biblioteca escolar. O espaço da biblioteca: localização e acessibilidade; dimensionamento: as fórmulas de cálculo das áreas funcionais; a planificação da intervenção/ requalificação do espaço .O espaço da biblioteca: especificações técnicas: insonorização, climatização/ ventilação; iluminação e redes de energia e dados; mobiliário e equipamentos informáticos: normativos técnicos - usabilidade e ergonomia. Legislação e normativos técnicos: normas portuguesas/ ISO e europeias. Elaboração de um projeto de intervenção/ requalificação de uma biblioteca. Apresentação, discussão e análise critica das propostas apresentadas pelos formandos. Avaliação da ação de formação.

Metodologias

O curso de formação terá a duração de 15 horas, distribuídas por 5 sessões de 3 horas, organizadas e desenvolvidas no formato presencial (9h) e em linha, assíncronas (6h), com apresentações teórico-práticas, atividades práticas e fóruns de partilha de boas práticas e reflexão.

Avaliação

A avaliação dos formandos será́ expressa numa classificação quantitativa na escala de 1 a 10, de acordo com o artigo 4º do Despacho n.º 4595/2015, de 6 de maio, respeitando todos os dispositivos legais da avaliação contínua e tendo por base a participação, os contributos e o trabalho final elaborado pelos formandos.

Bibliografia

21st-Century Libraries: The Learning Commons. (2022). Acedido em 29 de setembro de 2022, disponível em https://www.edutopia.org/blog/21st-century-libraries-learning-commons-beth-holland Design Thinking for Libraries. (2022). Acedido em 29 de setembro de 2022, disponível em http://designthinkingforlibraries.com EN 1729-1:2015(2:2012+A1:2015) testing standard - Furnitest. (2022). Acedido em 29 de setembro de 2022, disponível em https://furnitest.com/testing/furniture-testing/standards/en-1729-12015-en-1729-22012a12015 Krass, U., Allen, M., White, E., Cybelle Ferrari, A., Brigant, A., & Prucková, L. et al. (2022). Manifesto da Biblioteca Pública IFLA-UNESCO 2022. Acedido em 28 de setembro de 2022, disponível em https://repository.ifla.org/handle/123456789/2027 Rendina, D. (2022). 6 Ways to Rethink Your Library Space and Make It Amazing. Acedido em 29 de setembro de 2022, disponível em http://www.renovatedlearning.com/2015/01/28/rethinking-our-library-space


Cronograma

Sessão Data Horário Duração Tipo
1 17-11-2022 (Quinta-feira) 10:00 - 13:00 3:00 Presencial
2 17-11-2022 (Quinta-feira) 14:30 - 17:30 3:00 Presencial
3 22-11-2022 (Terça-feira) 10:00 - 13:30 3:30 Presencial
4 22-11-2022 (Terça-feira) 14:30 - 17:30 3:00 Presencial
5 29-11-2022 (Terça-feira) 10:00 - 13:00 3:00 Presencial

Ref. 133C1 A decorrer

Registo de acreditação: CCPFC/ACC-113285/21

Modalidade: Curso de Formação

Duração: 25.0 horas

Início: 26-10-2022

Fim: 24-05-2023

Regime: e-learning

Local: E-learning

Formador

Ana Carolina Ferreira da Cruz

Eduarda Maria da Silva Ribeiro Mota

Maria Filomena Pestana

Teresa Margarida Loureiro Cardoso

Destinatários

Educadores de Infância; Professores do 1º Ciclo; Professores do 2º Ciclo; Professores do 3º Ciclo/Ensino Secundário;

Releva

Para os efeitos previstos no n.º 1 do artigo 8.º, do Regime Jurídico da Formação Contínua de Professores, a presente ação releva para efeitos de progressão em carreira de Educadores de Infância; Professores do 1º Ciclo; Professores do 2º Ciclo; Professores do 3º Ciclo/Ensino Secundário;. Para efeitos de aplicação do artigo 9.º, do Regime Jurídico da Formação Contínua de Professores (dimensão científica e pedagógica), a presente ação não releva para efeitos de progressão em carreira.

Acreditado pelo

CCPFC - Conselho Científico Pedagógico de Formação Contínua

Entidade formadora/Parceria

Centro de Formação Pêro de Alenquer

Razões

A ação da Biblioteca Escolar (BE) faz-se mais premente face à necessidade de integrar, de modo claro, articulado e sistemático, as competências de literacia nas práticas curriculares, como definido nos documentos estruturantes. Assim, pretende-se dinamizar um espaço de reflexão e prática partilhadas, conducentes à valorização profissional, a partir do desenvolvimento de cenários de aprendizagem, alinhados com as Práticas Educacionais Abertas (PEA) e que permitam implementar, na modalidade de blended-learning ,um conjunto amplo de princípios-chave, a exemplo dos Recursos Educacionais Abertos (REA) e dos Direitos de Autor, onde se inscrevem as licenças Creative Commons.

Objetivos

• Identificar, no contexto das competências de literacia e da Educação Aberta, o papel dos Recursos Educacionais Abertos (REA) e das Práticas Educacionais Abertas (PEA);• Reconhecer e aplicar os critérios subjacentes a uma leitura crítica e ética dos recursos digitais em Ambientes Virtuais, nomeadamente artigos da Wikipédia; • Diagnosticar, planear e executar cenários inovadores de ensino e de aprendizagem, em contexto da BE e curricular, tendo como suporte os pressupostos trabalhados.

Conteúdos

Projeto WEIWE(R)BE: fundamentos e metodologia; Integração curricular de competências de literacia com a BE: conceitos e prá ticas e Cená rios de aprendizagem com REA: apresentação e debate

Metodologias

O enquadramento da formação WEIWE(R)BE nas prá ticas curriculares e de trabalho colaborativo com a BE implica capacitar oformandos nas áreas e âmbito do DigCompEdu e do INCoDe.2030. Adotando metodologias ativas, na modalidade de b-learning, visa apoiar os formandos no diagnóstico, planeamento e execução de cenários inovadores de ensino e aprendizagem, com impacto no desenvolvimento das competências de literacia e de comportamentos responsáveis enquanto utilizadores e criadores de recursos digitaise ambientes virtuais

Avaliação

Na avaliação será usada uma classificação qualitativa e quantitativa, de acordo com a nova redação dada ao n.º 3 do artigo 13.º doRJFCP

Modelo

Relatório individual.

Bibliografia

Martins, G. (Coord.) (2017). Perfil dos Alunos à Saída da Escolaridade Obrigatória. Lisboa: Ministério da Educação/Direção Geral da Educação. https://dge.mec.pt/sites/default/files/Curriculo/Projeto_Autonomia_e_Flexibilidade/perfil_dos_alunos.pdf Cardoso, T. & Pestana, F. (2018). Wikipédia, um recurso educacional aberto? Em Rede-Revista de Educaç ã o a Distâ ncia, 5 (2), 300-318.http://hdl.handle.net/10400.2/9649 Decreto-Lei n.º 55/2018, de 6 de Julho https://www.dge.mec.pt/sites/default/files/Curriculo/AFC/dl_55_2018_afc.pdf Lucas, M. & Moreira, A. (2018). DigCompEdu Quadro Europeu de Competência Digital para Educadores. Aveiro: UA Editora –Universidade de Aveiro. https://area.dge.mec.pt/download/DigCompEdu_2018.pdf Conde, E.; Mendinhos, I. & Correia, P. (Coord.) (2017) (2ª edição, revista e aumentada). Aprender com a biblioteca escolar. Rede de Bibliotecas Escolares.


Cronograma

Sessão Data Horário Duração Tipo
1 26-10-2022 (Quarta-feira) 10:00 - 13:00 3:00 Online síncrona
2 03-11-2022 (Quinta-feira) 09:00 - 13:00 4:00 Online assíncrona
3 23-11-2022 (Quarta-feira) 17:30 - 18:30 1:00 Online síncrona
4 04-01-2023 (Quarta-feira) 10:00 - 13:00 3:00 Online síncrona
5 17-02-2023 (Sexta-feira) 10:00 - 13:00 3:00 Online assíncrona
6 16-03-2023 (Quinta-feira) 09:00 - 12:00 3:00 Online assíncrona
7 31-03-2023 (Sexta-feira) 09:00 - 10:00 1:00 Online assíncrona
8 17-04-2023 (Segunda-feira) 09:00 - 12:00 3:00 Online assíncrona
9 08-05-2023 (Segunda-feira) 09:00 - 10:00 1:00 Online assíncrona
10 24-05-2023 (Quarta-feira) 10:00 - 13:00 3:00 Online síncrona

Ref. 131C6 A decorrer

Registo de acreditação: CCPFC/ACC-113411/21

Modalidade: Curso de Formação

Duração: 25.0 horas

Início: 18-10-2022

Fim: 06-12-2022

Regime: Presencial

Local: AE Damião de Goes

Formador

Rui Miguel Morais Nunes Andrade

Destinatários

Educadores de Infância; Professores do 1º Ciclo; Professores do 2º Ciclo; Professores do 3º Ciclo/Ensino Secundário;

Releva

Para os efeitos previstos no n.º 1 do artigo 8.º, do Regime Jurídico da Formação Contínua de Professores, a presente ação releva para efeitos de progressão em carreira de Educadores de Infância; Professores do 1º Ciclo; Professores do 2º Ciclo; Professores do 3º Ciclo/Ensino Secundário;. Para efeitos de aplicação do artigo 9.º, do Regime Jurídico da Formação Contínua de Professores (dimensão científica e pedagógica), a presente ação não releva para efeitos de progressão em carreira.

Acreditado pelo

CCPFC - Conselho Científico Pedagógico de Formação Contínua

Entidade formadora/Parceria

Centro de Formação Pêro de Alenquer-Alenquer-Arruda dos Vinhos-Sobral de Monte Agraço

Razões

A escola, enquanto organização social, apresenta uma complexidade natural própria a que se juntam todas as valências de ordem educativa, curricular e pedagógica. Tanto no âmbito educativo como no organizacional as Tecnologias de Informação e Comunicação (TIC) têm vindo a assumir uma preponderância cada vez mais influente e imprescindível, sendo notória uma evolução permanente nos paradigmas relacionados com a sua utilização. A par do Plano de Transição Digital, importa proporcionar às escolas capacitação específica, com níveis de adequação, dimensão, qualidade e quantidade diversas, provenientes de diferentes “coordenadas”, passível de ser utilizada enquanto ecossistema, agregador de diferentes ferramentas capazes de potenciar e inovar o trabalho de professores e alunos.

Objetivos

1. Criar, configurar e gerir um sistema de e-mail institucional. 2. Utilizar serviços integrados no sistema de e-mail institucional. 3. Apoiar a criação de plataformas de comunicação entre toda a comunidade educativa: Google Contactos, Gmail, GoogleGroups, Google Chat e Google Meet. 4. Apoiar a construção e/ou desenvolvimento do Plano de Transição Digital da Escola e da sua articulação com o projeto educativo da escola. 5. Efetuar a ligação da formação às necessidades concretas das escolas, dos professores e dos alunos. 6. Promover a partilha de experiências/recursos/saberes no seio da comunidade educativa. 7. Potenciar os ambientes colaborativos para criação e partilha de recursos educativos. 8. Promover o recurso a ambientes on-line sustentados em ferramentas de comunicação e interação e sua apropriação para aprática pedagógica. 9. Promover atitudes de maior abertura ao uso das TIC por parte da comunidade escolar.

Conteúdos

● O que é Google Workspace para a Educação ● O ecossistema da Google para a Educação ● As ferramentas da Google e o contributo para ambientes de aprendizagem ativos, enriquecidos e inovadores ● Procurar, filtrar, e rotular mensagens de gmail ● Criar modelos de e-mail ● Criar contactos e grupos ● Criar e organizar tarefas ● Assinaturas de e-mail

Metodologias

Aulas teórica e práticas. As sessões terão um carácter teórico-prático incluindo cenários experienciais de aprendizagem. Para cada sessão será disponibilizada documentação, atividades e bibliografia específicas. Em cada sessão, o trabalho dos formandos organizar-se-á de acordo com uma apresentação dos conteúdos e um guia de tarefas.

Avaliação

Obrigatoriedade de frequência de 2/3 das horas presenciais. Trabalhos práticos e reflexões efetuadas, a partir das e nas sessões presenciais de acordo com os critérios previamente estabelecidos, classificados nas escola de 1 a 10, conforme indicado na Carta Circular CCPFC – 3/2007 – Setembro 2007

Modelo

1 a 4,9 valores – Insuficiente; 5 a 6,4 valores – Regular; 6,5 a 7,9 valores – Bom; 8 a 8,9 valores – Muito Bom; 9 a 10 valores - Excelente.

Bibliografia

Herrick, D. R. (2009, October). Google this!: using Google apps for collaboration and productivity. In Proceedings of the 37th annual ACM SIGUCCS fall conference: communication and collaboration (pp. 55-64). ACM. Mansur, A. F. U., Gomes, S. S., LOPES, A. D. A., & BIAZUS, M. (2010). Novos rumos para a Informática na Educação pelo uso da Computação em Nuvem (Cloud Education): Um estudo de Caso do Google Apps. Foz do Iguaçu.


Cronograma

Sessão Data Horário Duração Tipo
1 18-10-2022 (Terça-feira) 18:30 - 21:30 3:00 Presencial
2 27-10-2022 (Quinta-feira) 18:30 - 21:30 3:00 Presencial
3 03-11-2022 (Quinta-feira) 18:30 - 21:30 3:00 Presencial
4 10-11-2022 (Quinta-feira) 18:30 - 21:30 3:00 Presencial
5 17-11-2022 (Quinta-feira) 18:30 - 21:30 3:00 Presencial
6 22-11-2022 (Terça-feira) 18:30 - 21:30 3:00 Presencial
7 29-11-2022 (Terça-feira) 18:30 - 21:30 3:00 Presencial
8 13-12-2022 (Terça-feira) 18:30 - 22:30 4:00 Presencial


162

Ref. 124C3 A decorrer

Registo de acreditação: CCPFC/ACC-116822/22

Modalidade: Oficina de Formação

Duração: 50.0 horas

Início: 12-10-2022

Fim: 30-11-2022

Regime: b-learning

Local: B-learning - AE Damião de Goes

Formador

António Augusto Ferreira dos Santos

Destinatários

Professores dos Ensinos Básico e Secundário e Professores de Educação Especial

Releva

Para os efeitos previstos no n.º 1 do artigo 8.º, do Regime Jurídico da Formação Contínua de Professores, a presente ação releva para efeitos de progressão em carreira de Professores dos Ensinos Básico e Secundário e Professores de Educação Especial. Para efeitos de aplicação do artigo 9.º, do Regime Jurídico da Formação Contínua de Professores (dimensão científica e pedagógica), a presente ação não releva para efeitos de progressão em carreira. No âmbito do Despacho n.º 2053/2021, publicado a 24 de fevereiro, a ação de formação, releva na dimensão científico-pedagógica para a progressão da carreira docente..

Acreditado pelo

CCPFC - Conselho Científico Pedagógico de Formação Contínua

Entidade formadora/Parceria

Centro de Formação Pêro de Alenquer-Alenquer-Arruda dos Vinhos-Sobral de Monte Agraço

Razões

O Quadro Europeu de Competência Digital para Educadores, da Comissão Europeia (DigCompEdu), pretende promover a competência digital (CD) e a inovação na educação. É essencial que os docentes desenvolvam um conjunto de CD, de modo a tirar partido do potencial das tecnologias digitais. Esta ação visa contribuir para desenvolver as CD dos docentes do sistema educativo e formativo nacional (nível 2) e a sua capacidade para implementar estratégias inovadoras de ensino e de aprendizagem. Ambiciona-se criar condições favoráveis a práticas educativas que se revelem promotoras do desenvolvimento de competências digitais dos alunos. Conjuntamente com esta formação, serão submetidas outras duas, articuladas ao nível da progressão dos conteúdos.

Objetivos

Esta ação de formação pretende desenvolver com os docentes de nível 2 (B1/B2 do DigCompEdu) um conjunto de conhecimentos e estratégias que lhes permita desenvolver CD do nível seguinte (C1/C2 do DigCompEdu). São objetivos específicos: - promover o desenvolvimento, aprofundamento e densificação das CD dos docentes, tendo em vista as 6 áreas do referencial DigCompEdu; - capacitar os docentes para a realização de atividades com tecnologias digitais em diferentes modalidades de ensino; - capacitar os docentes para a implementação de atividades que promovam a aprendizagem e o desenvolvimento das CD dos alunos; - estimular a reflexão, partilha e utilização crítica das tecnologias em contexto educativo.

Conteúdos

Os conteúdos da ação surgem, em sentido articulado e incremental, com os conteúdos da formação de nível 1. - Documentos de enquadramento das políticas educativas. - Envolvimento profissional: Discussão, renovação e inovação na prática profissional. Processos de liderança na era digital. - Recursos Educativos Digitais (RED): Utilização de estratégias e RED avançados de forma abrangente. Promoção da utilização de RED de forma colaborativa. - Ensino e Aprendizagem: Renovação da prática de ensino de forma estratégica e intencional. Inovação no processo de ensino e de aprendizagem em diferentes modalidades de ensino. - Avaliação das aprendizagens: Reflexão crítica sobre estratégias de avaliação digital. Inovação na avaliação das aprendizagens com recursos a soluções digitais. - CD dos Alunos: Promoção da CD dos alunos de forma abrangente e crítica. Inovação no envolvimento dos alunos utilizando formatos inovadores para promover a sua CD. - Planeamento da formação e aprendizagem ao longo da vida.

Metodologias

As sessões presenciais são destinadas à exploração do DigCompEdu e reflexão sobre a articulação entre as áreas de competência; à realização de atividades práticas de partilha, suportadas por um ambiente colaborativo; à exploração de ferramentas digitais para o desenvolvimento de atividades de aprendizagem promotoras da colaboração, comunicação e avaliação; à planificação e criação de atividades a implementar na escola, que promovam o desenvolvimento das CD docente e, simultaneamente, dos alunos; à reflexão crítica sobre o desenvolvimento profissional docente. Em específico, na componente de trabalho autónomo, pretende-se assegurar a implementação das atividades planificadas nas sessões presenciais, em situações reais de ensino-aprendizagem com alunos, articulando o DigCompEdu com o respetivo currículo, e a reflexão sobre as práticas desenvolvidas. Na última sessão, os formandos apresentarão os resultados dessas atividades, com evidências, proporcionando-se a discussão e a partilha.

Avaliação

Aplicação do determinado no regime Jurídico da Formação Contínua de professores, Decreto-lei nº 22/2014, de 11 de fevereiro, conjugado com o Despacho nº 4595/2015, de 6 de maio e com o “Regulamento para Acreditação e Creditação de Ações de Formação Contínua. A classificação de cada formando será realizada na escala de 1 a 10 conforme indicado no Despacho n.º 4595/2015, de 6 de maio, respeitando todos os dispositivos legais da avaliação contínua e tendo por base a participação/contributos e o trabalho final individual elaborado e apresentado pelos formandos.

Bibliografia

Comissão Europeia (2020). Blended learning in school education – guidelines for the start of the academic year 2020/21. Disponível em: https://www.schooleducationgateway.eu/pt/pub/resources/ publications/blended-learning-guidelines.htm Comissão Europeia (2018). Plano de Ação para a Educação Digital. Disponível em: https://eur-lex.europa.eu/legal-content/PT/TXT/PDF/?uri=CELEX:52018DC0022&from=EN Lucas, M., & Moreira, A. (2018). DigCompEdu: Quadro Europeu de Competência Digital para Educadores. Aveiro: UA Editora. Licht, A.H, Tasiopoulou, E., & Wastiau, P. (2017). Open Book of Educational Innovation. European Schoolnet, Brussels. Disponível em: http://www.eun.org/documents/411753/817341/ Open_book_of_Innovational_Education.pdf Ministério da Educação (2017). Perfil dos Alunos à Saída da Escolaridade Obrigatória, Lisboa: ME


Cronograma

Sessão Data Horário Duração Tipo
1 12-10-2022 (Quarta-feira) 15:00 - 18:00 3:00 Presencial
2 19-10-2022 (Quarta-feira) 15:00 - 18:00 3:00 Online síncrona
3 26-10-2022 (Quarta-feira) 15:00 - 18:00 3:00 Online síncrona
4 02-11-2022 (Quarta-feira) 15:00 - 18:00 3:00 Online síncrona
5 09-11-2022 (Quarta-feira) 15:00 - 18:30 3:30 Presencial
6 16-11-2022 (Quarta-feira) 15:00 - 18:00 3:00 Online síncrona
7 23-11-2022 (Quarta-feira) 15:00 - 18:30 3:30 Online síncrona
8 30-11-2022 (Quarta-feira) 15:00 - 18:00 3:00 Presencial


164

Ref. 125C4 A decorrer

Registo de acreditação: CCPFC/ACC-110121/22

Modalidade: Oficina de Formação

Duração: 50.0 horas

Início: 12-10-2022

Fim: 30-11-2022

Regime: b-learning

Local: B-learning - AE Arruda dos Vinhos

Formador

Elsa Maria Domingos Ladeira Gouveia

Destinatários

Professores do 1º Ciclo; Professores do 2º Ciclo; Professores do 3º Ciclo/Ensino Secundário; Professores da Educação Especial;

Releva

Para os efeitos previstos no n.º 1 do artigo 8.º, do Regime Jurídico da Formação Contínua de Professores, a presente ação releva para efeitos de progressão em carreira de Professores do 1º Ciclo; Professores do 2º Ciclo; Professores do 3º Ciclo/Ensino Secundário; Professores da Educação Especial;. Para efeitos de aplicação do artigo 9.º, do Regime Jurídico da Formação Contínua de Professores (dimensão científica e pedagógica), a presente ação não releva para efeitos de progressão em carreira. No âmbito do Despacho n.º 2053/2021, publicado a 24 de fevereiro, a ação de formação, releva na dimensão científico-pedagógica para a progressão da carreira docente..

Acreditado pelo

CCPFC - Conselho Científico Pedagógico de Formação Contínua

Entidade formadora/Parceria

Centro de Formação Pêro de Alenquer-Alenquer-Arruda dos Vinhos-Sobral de Monte Agraço

Razões

O Quadro Europeu de Competência Digital para Educadores, da Comissão Europeia (DigCompEdu), pretende promover a competência digital (CD) e a inovação na educação. É essencial que os docentes desenvolvam um conjunto de CD, de modo a tirar partido do potencial das tecnologias digitais. Esta ação visa contribuir para desenvolver as competências digitais dos docentes do sistema educativo e formativo nacional (nível 3) e a sua capacidade para implementar estratégias inovadoras de ensino e de aprendizagem. Ambiciona-se criar condições favoráveis a práticas educativas que se revelem promotoras do desenvolvimento de CD dos alunos. Conjuntamente com esta formação, serão submetidas outras duas, articuladas ao nível da progressão dos conteúdos.

Objetivos

Pretende-se desenvolver com os docentes de nível 3 (C1/C2 do DigCompEdu) um conjunto de conhecimentos e de processos que lhes permita potenciar as suas competências digitais na promoção de estratégias e ações inovadoras na comunidade educativa. São objetivos específicos: - formular estratégias pedagógicas inovadoras e promotoras das CD dos docentes e alunos; - capacitar os docentes para a realização de atividades com tecnologias digitais em diferentes modalidades de ensino; - promover o desenvolvimento de ações que contribuam para os Plano de Ação para o Desenvolvimento Digital das suas escolas; - promover e estimular a reflexão, a partilha e a utilização crítica das tecnologias digitais em contexto educativo.

Conteúdos

Os conteúdos da ação surgem, em sentido articulado e incremental, com os conteúdos da formação de nível 1 e 2. - Exploração de documentos de enquadramento das políticas educativas. - Discussão, renovação e inovação na prática profissional. - Reflexão em torno de conceitos relacionados com escolas, professores e alunos digitalmente competentes. - Utilização das tecnologias digitais na colaboração e inovação pedagógica ao serviço da comunidade educativa. - Estratégias e metodologias relacionadas com o desenvolvimento curricular através de ambientes e ferramentas digitais. - Estratégias digitais de caráter científico-pedagógico promotoras do desenvolvimento profissional dos docentes. - Planeamento de atividades didático-pedagógicas promotoras do desenvolvimento da competência digital dos alunos. - Conceção de Planos de Ação para o Desenvolvimento Digital: conceitos, metodologias de desenvolvimento, implementação, monitorização, avaliação.

Metodologias

As sessões presenciais são destinadas à exploração do referencial DigCompEdu e reflexão sobre a articulação entre as áreas de competência; à realização de atividades práticas inovadoras num ambiente colaborativo, de partilha e de reflexão; à exploração de ferramentas digitais para o desenvolvimento de atividades de aprendizagem promotoras da colaboração, comunicação, partilha e avaliação; à reflexão crítica sobre o desenvolvimento da componente de trabalho autónomo. Ao longo das sessões conjuntas estimular-se-á a criação e/ou participação e colaboração em comunidades de prática neste âmbito. No trabalho autónomo pretende-se estimular a planificação e conceção de ações que contribuam para a criação dos Planos de Ação de Desenvolvimento Digital, bem como para a sua regular monitorização e posterior avaliação. Na última sessão presencial os formandos apresentarão os resultados dessas atividades, com evidências, proporcionando-se momentos para a partilha e reflexão.

Avaliação

Aplicação do determinado no regime Jurídico da Formação Contínua de professores, Decreto-lei nº 22/2014, de 11 de fevereiro, conjugado com o Despacho nº 4595/2015, de 6 de maio e com o “Regulamento para Acreditação e Creditação de Ações de Formação Contínua. A classificação de cada formando será realizada na escala de 1 a 10 conforme indicado no Despacho n.º 4595/2015, de 6 de maio, respeitando todos os dispositivos legais da avaliação contínua e tendo por base a participação/contributos e o trabalho final individual elaborado e apresentado pelos formandos.

Bibliografia

Comissão Europeia (2020). Blended learning in school education – guidelines for the start of the academic year 2020/21. Disponível em: https://www.schooleducationgateway.eu/pt/pub/resources/ publications/blended-learning-guidelines.htm Comissão Europeia (2018). Plano de Ação para a Educação Digital. Disponível em: https://eur-lex.europa.eu/legal-content/PT/TXT/PDF/?uri=CELEX:52018DC0022&from=EN EU Science Hub (2018). Self-reflection tool for digitally capable schools (SELFIE). Disponível em: https://ec.europa.eu/jrc/en/digcomporg/selfie-tool Lucas, M., & Moreira, A. (2018). DigCompEdu: Quadro Europeu de Competência Digital para Educadores. Aveiro: UA Editora. Licht, A.H, Tasiopoulou, E., & Wastiau, P. (2017). Open Book of Educational Innovation. European Schoolnet, Brussels. Disponível em: http://www.eun.org/documents/411753/817341/ Open_book_of_Innovational_Education.pdf


Cronograma

Sessão Data Horário Duração Tipo
1 12-10-2022 (Quarta-feira) 18:00 - 21:00 3:00 Online síncrona
2 19-10-2022 (Quarta-feira) 18:00 - 21:00 3:00 Presencial
3 26-10-2022 (Quarta-feira) 18:00 - 21:00 3:00 Online síncrona
4 02-11-2022 (Quarta-feira) 18:00 - 21:00 3:00 Online síncrona
5 09-11-2022 (Quarta-feira) 18:00 - 21:00 3:00 Presencial
6 16-11-2022 (Quarta-feira) 18:00 - 21:00 3:00 Online síncrona
7 23-11-2022 (Quarta-feira) 18:00 - 21:30 3:30 Online síncrona
8 30-11-2022 (Quarta-feira) 18:00 - 21:30 3:30 Presencial


167

Ref. 125C3 A decorrer

Registo de acreditação: CCPFC/ACC-110121/22

Modalidade: Oficina de Formação

Duração: 50.0 horas

Início: 11-10-2022

Fim: 06-12-2022

Regime: b-learning

Local: B-learning - AE Joaquim Inácio da Cruz Sobral

Formador

Elsa Maria Domingos Ladeira Gouveia

Destinatários

Professores do 1º Ciclo; Professores do 2º Ciclo; Professores do 3º Ciclo/Ensino Secundário; Professores da Educação Especial;

Releva

Para os efeitos previstos no n.º 1 do artigo 8.º, do Regime Jurídico da Formação Contínua de Professores, a presente ação releva para efeitos de progressão em carreira de Professores do 1º Ciclo; Professores do 2º Ciclo; Professores do 3º Ciclo/Ensino Secundário; Professores da Educação Especial;. Para efeitos de aplicação do artigo 9.º, do Regime Jurídico da Formação Contínua de Professores (dimensão científica e pedagógica), a presente ação não releva para efeitos de progressão em carreira. No âmbito do Despacho n.º 2053/2021, publicado a 24 de fevereiro, a ação de formação, releva na dimensão científico-pedagógica para a progressão da carreira docente..

Acreditado pelo

CCPFC - Conselho Científico Pedagógico de Formação Contínua

Entidade formadora/Parceria

Centro de Formação Pêro de Alenquer-Alenquer-Arruda dos Vinhos-Sobral de Monte Agraço

Razões

O Quadro Europeu de Competência Digital para Educadores, da Comissão Europeia (DigCompEdu), pretende promover a competência digital (CD) e a inovação na educação. É essencial que os docentes desenvolvam um conjunto de CD, de modo a tirar partido do potencial das tecnologias digitais. Esta ação visa contribuir para desenvolver as competências digitais dos docentes do sistema educativo e formativo nacional (nível 3) e a sua capacidade para implementar estratégias inovadoras de ensino e de aprendizagem. Ambiciona-se criar condições favoráveis a práticas educativas que se revelem promotoras do desenvolvimento de CD dos alunos. Conjuntamente com esta formação, serão submetidas outras duas, articuladas ao nível da progressão dos conteúdos.

Objetivos

Pretende-se desenvolver com os docentes de nível 3 (C1/C2 do DigCompEdu) um conjunto de conhecimentos e de processos que lhes permita potenciar as suas competências digitais na promoção de estratégias e ações inovadoras na comunidade educativa. São objetivos específicos: - formular estratégias pedagógicas inovadoras e promotoras das CD dos docentes e alunos; - capacitar os docentes para a realização de atividades com tecnologias digitais em diferentes modalidades de ensino; - promover o desenvolvimento de ações que contribuam para os Plano de Ação para o Desenvolvimento Digital das suas escolas; - promover e estimular a reflexão, a partilha e a utilização crítica das tecnologias digitais em contexto educativo.

Conteúdos

Os conteúdos da ação surgem, em sentido articulado e incremental, com os conteúdos da formação de nível 1 e 2. - Exploração de documentos de enquadramento das políticas educativas. - Discussão, renovação e inovação na prática profissional. - Reflexão em torno de conceitos relacionados com escolas, professores e alunos digitalmente competentes. - Utilização das tecnologias digitais na colaboração e inovação pedagógica ao serviço da comunidade educativa. - Estratégias e metodologias relacionadas com o desenvolvimento curricular através de ambientes e ferramentas digitais. - Estratégias digitais de caráter científico-pedagógico promotoras do desenvolvimento profissional dos docentes. - Planeamento de atividades didático-pedagógicas promotoras do desenvolvimento da competência digital dos alunos. - Conceção de Planos de Ação para o Desenvolvimento Digital: conceitos, metodologias de desenvolvimento, implementação, monitorização, avaliação.

Metodologias

As sessões presenciais são destinadas à exploração do referencial DigCompEdu e reflexão sobre a articulação entre as áreas de competência; à realização de atividades práticas inovadoras num ambiente colaborativo, de partilha e de reflexão; à exploração de ferramentas digitais para o desenvolvimento de atividades de aprendizagem promotoras da colaboração, comunicação, partilha e avaliação; à reflexão crítica sobre o desenvolvimento da componente de trabalho autónomo. Ao longo das sessões conjuntas estimular-se-á a criação e/ou participação e colaboração em comunidades de prática neste âmbito. No trabalho autónomo pretende-se estimular a planificação e conceção de ações que contribuam para a criação dos Planos de Ação de Desenvolvimento Digital, bem como para a sua regular monitorização e posterior avaliação. Na última sessão presencial os formandos apresentarão os resultados dessas atividades, com evidências, proporcionando-se momentos para a partilha e reflexão.

Avaliação

Aplicação do determinado no regime Jurídico da Formação Contínua de professores, Decreto-lei nº 22/2014, de 11 de fevereiro, conjugado com o Despacho nº 4595/2015, de 6 de maio e com o “Regulamento para Acreditação e Creditação de Ações de Formação Contínua. A classificação de cada formando será realizada na escala de 1 a 10 conforme indicado no Despacho n.º 4595/2015, de 6 de maio, respeitando todos os dispositivos legais da avaliação contínua e tendo por base a participação/contributos e o trabalho final individual elaborado e apresentado pelos formandos.

Bibliografia

Comissão Europeia (2020). Blended learning in school education – guidelines for the start of the academic year 2020/21. Disponível em: https://www.schooleducationgateway.eu/pt/pub/resources/ publications/blended-learning-guidelines.htm Comissão Europeia (2018). Plano de Ação para a Educação Digital. Disponível em: https://eur-lex.europa.eu/legal-content/PT/TXT/PDF/?uri=CELEX:52018DC0022&from=EN EU Science Hub (2018). Self-reflection tool for digitally capable schools (SELFIE). Disponível em: https://ec.europa.eu/jrc/en/digcomporg/selfie-tool Lucas, M., & Moreira, A. (2018). DigCompEdu: Quadro Europeu de Competência Digital para Educadores. Aveiro: UA Editora. Licht, A.H, Tasiopoulou, E., & Wastiau, P. (2017). Open Book of Educational Innovation. European Schoolnet, Brussels. Disponível em: http://www.eun.org/documents/411753/817341/ Open_book_of_Innovational_Education.pdf


Cronograma

Sessão Data Horário Duração Tipo
1 11-10-2022 (Terça-feira) 18:00 - 21:00 3:00 Online síncrona
2 18-10-2022 (Terça-feira) 18:00 - 21:00 3:00 Presencial
3 25-10-2022 (Terça-feira) 18:00 - 21:00 3:00 Online síncrona
4 08-11-2022 (Terça-feira) 18:00 - 21:00 3:00 Presencial
5 15-11-2022 (Terça-feira) 18:00 - 21:00 3:00 Online síncrona
6 22-11-2022 (Terça-feira) 18:00 - 21:00 3:00 Online síncrona
7 29-11-2022 (Terça-feira) 18:00 - 21:30 3:30 Online síncrona
8 06-12-2022 (Terça-feira) 18:00 - 21:30 3:30 Presencial


166

Ref. 124C5 A decorrer

Registo de acreditação: CCPFC/ACC-116822/22

Modalidade: Oficina de Formação

Duração: 50.0 horas

Início: 06-10-2022

Fim: 13-12-2022

Regime: b-learning

Local: B-learning -AE Abrigada

Formador

Rui Filipe Nunes Lopes

Destinatários

Professores dos Ensinos Básico e Secundário e Professores de Educação Especial

Releva

Para os efeitos previstos no n.º 1 do artigo 8.º, do Regime Jurídico da Formação Contínua de Professores, a presente ação releva para efeitos de progressão em carreira de Professores dos Ensinos Básico e Secundário e Professores de Educação Especial. Para efeitos de aplicação do artigo 9.º, do Regime Jurídico da Formação Contínua de Professores (dimensão científica e pedagógica), a presente ação não releva para efeitos de progressão em carreira. No âmbito do Despacho n.º 2053/2021, publicado a 24 de fevereiro, a ação de formação, releva na dimensão científico-pedagógica para a progressão da carreira docente..

Acreditado pelo

CCPFC - Conselho Científico Pedagógico de Formação Contínua

Entidade formadora/Parceria

Centro de Formação Pêro de Alenquer-Alenquer-Arruda dos Vinhos-Sobral de Monte Agraço

Razões

O Quadro Europeu de Competência Digital para Educadores, da Comissão Europeia (DigCompEdu), pretende promover a competência digital (CD) e a inovação na educação. É essencial que os docentes desenvolvam um conjunto de CD, de modo a tirar partido do potencial das tecnologias digitais. Esta ação visa contribuir para desenvolver as CD dos docentes do sistema educativo e formativo nacional (nível 2) e a sua capacidade para implementar estratégias inovadoras de ensino e de aprendizagem. Ambiciona-se criar condições favoráveis a práticas educativas que se revelem promotoras do desenvolvimento de competências digitais dos alunos. Conjuntamente com esta formação, serão submetidas outras duas, articuladas ao nível da progressão dos conteúdos.

Objetivos

Esta ação de formação pretende desenvolver com os docentes de nível 2 (B1/B2 do DigCompEdu) um conjunto de conhecimentos e estratégias que lhes permita desenvolver CD do nível seguinte (C1/C2 do DigCompEdu). São objetivos específicos: - promover o desenvolvimento, aprofundamento e densificação das CD dos docentes, tendo em vista as 6 áreas do referencial DigCompEdu; - capacitar os docentes para a realização de atividades com tecnologias digitais em diferentes modalidades de ensino; - capacitar os docentes para a implementação de atividades que promovam a aprendizagem e o desenvolvimento das CD dos alunos; - estimular a reflexão, partilha e utilização crítica das tecnologias em contexto educativo.

Conteúdos

Os conteúdos da ação surgem, em sentido articulado e incremental, com os conteúdos da formação de nível 1. - Documentos de enquadramento das políticas educativas. - Envolvimento profissional: Discussão, renovação e inovação na prática profissional. Processos de liderança na era digital. - Recursos Educativos Digitais (RED): Utilização de estratégias e RED avançados de forma abrangente. Promoção da utilização de RED de forma colaborativa. - Ensino e Aprendizagem: Renovação da prática de ensino de forma estratégica e intencional. Inovação no processo de ensino e de aprendizagem em diferentes modalidades de ensino. - Avaliação das aprendizagens: Reflexão crítica sobre estratégias de avaliação digital. Inovação na avaliação das aprendizagens com recursos a soluções digitais. - CD dos Alunos: Promoção da CD dos alunos de forma abrangente e crítica. Inovação no envolvimento dos alunos utilizando formatos inovadores para promover a sua CD. - Planeamento da formação e aprendizagem ao longo da vida.

Metodologias

As sessões presenciais são destinadas à exploração do DigCompEdu e reflexão sobre a articulação entre as áreas de competência; à realização de atividades práticas de partilha, suportadas por um ambiente colaborativo; à exploração de ferramentas digitais para o desenvolvimento de atividades de aprendizagem promotoras da colaboração, comunicação e avaliação; à planificação e criação de atividades a implementar na escola, que promovam o desenvolvimento das CD docente e, simultaneamente, dos alunos; à reflexão crítica sobre o desenvolvimento profissional docente. Em específico, na componente de trabalho autónomo, pretende-se assegurar a implementação das atividades planificadas nas sessões presenciais, em situações reais de ensino-aprendizagem com alunos, articulando o DigCompEdu com o respetivo currículo, e a reflexão sobre as práticas desenvolvidas. Na última sessão, os formandos apresentarão os resultados dessas atividades, com evidências, proporcionando-se a discussão e a partilha.

Avaliação

Aplicação do determinado no regime Jurídico da Formação Contínua de professores, Decreto-lei nº 22/2014, de 11 de fevereiro, conjugado com o Despacho nº 4595/2015, de 6 de maio e com o “Regulamento para Acreditação e Creditação de Ações de Formação Contínua. A classificação de cada formando será realizada na escala de 1 a 10 conforme indicado no Despacho n.º 4595/2015, de 6 de maio, respeitando todos os dispositivos legais da avaliação contínua e tendo por base a participação/contributos e o trabalho final individual elaborado e apresentado pelos formandos.

Bibliografia

Comissão Europeia (2020). Blended learning in school education – guidelines for the start of the academic year 2020/21. Disponível em: https://www.schooleducationgateway.eu/pt/pub/resources/ publications/blended-learning-guidelines.htm Comissão Europeia (2018). Plano de Ação para a Educação Digital. Disponível em: https://eur-lex.europa.eu/legal-content/PT/TXT/PDF/?uri=CELEX:52018DC0022&from=EN Lucas, M., & Moreira, A. (2018). DigCompEdu: Quadro Europeu de Competência Digital para Educadores. Aveiro: UA Editora. Licht, A.H, Tasiopoulou, E., & Wastiau, P. (2017). Open Book of Educational Innovation. European Schoolnet, Brussels. Disponível em: http://www.eun.org/documents/411753/817341/ Open_book_of_Innovational_Education.pdf Ministério da Educação (2017). Perfil dos Alunos à Saída da Escolaridade Obrigatória, Lisboa: ME


Cronograma

Sessão Data Horário Duração Tipo
1 06-10-2022 (Quinta-feira) 17:00 - 20:00 3:00 Presencial
2 13-10-2022 (Quinta-feira) 17:00 - 20:00 3:00 Online síncrona
3 20-10-2022 (Quinta-feira) 17:00 - 20:00 3:00 Online síncrona
4 27-10-2022 (Quinta-feira) 17:00 - 20:30 3:30 Online síncrona
5 10-11-2022 (Quinta-feira) 17:00 - 20:00 3:00 Presencial
6 22-11-2022 (Terça-feira) 17:00 - 20:00 3:00 Online síncrona
7 06-12-2022 (Terça-feira) 17:00 - 20:30 3:30 Online síncrona
8 13-12-2022 (Terça-feira) 17:00 - 20:00 3:00 Presencial


170

Ref. 124C4 A decorrer

Registo de acreditação: CCPFC/ACC-116822/22

Modalidade: Oficina de Formação

Duração: 50.0 horas

Início: 03-10-2022

Fim: 05-12-2022

Regime: b-learning

Local: B-learning -AE Arruda dos Vinhos

Formador

Rui Filipe Nunes Lopes

Destinatários

Professores dos Ensinos Básico e Secundário e Professores de Educação Especial

Releva

Para os efeitos previstos no n.º 1 do artigo 8.º, do Regime Jurídico da Formação Contínua de Professores, a presente ação releva para efeitos de progressão em carreira de Professores dos Ensinos Básico e Secundário e Professores de Educação Especial. Para efeitos de aplicação do artigo 9.º, do Regime Jurídico da Formação Contínua de Professores (dimensão científica e pedagógica), a presente ação não releva para efeitos de progressão em carreira. No âmbito do Despacho n.º 2053/2021, publicado a 24 de fevereiro, a ação de formação, releva na dimensão científico-pedagógica para a progressão da carreira docente..

Acreditado pelo

CCPFC - Conselho Científico Pedagógico de Formação Contínua

Entidade formadora/Parceria

Centro de Formação Pêro de Alenquer-Alenquer-Arruda dos Vinhos-Sobral de Monte Agraço

Razões

O Quadro Europeu de Competência Digital para Educadores, da Comissão Europeia (DigCompEdu), pretende promover a competência digital (CD) e a inovação na educação. É essencial que os docentes desenvolvam um conjunto de CD, de modo a tirar partido do potencial das tecnologias digitais. Esta ação visa contribuir para desenvolver as CD dos docentes do sistema educativo e formativo nacional (nível 2) e a sua capacidade para implementar estratégias inovadoras de ensino e de aprendizagem. Ambiciona-se criar condições favoráveis a práticas educativas que se revelem promotoras do desenvolvimento de competências digitais dos alunos. Conjuntamente com esta formação, serão submetidas outras duas, articuladas ao nível da progressão dos conteúdos.

Objetivos

Esta ação de formação pretende desenvolver com os docentes de nível 2 (B1/B2 do DigCompEdu) um conjunto de conhecimentos e estratégias que lhes permita desenvolver CD do nível seguinte (C1/C2 do DigCompEdu). São objetivos específicos: - promover o desenvolvimento, aprofundamento e densificação das CD dos docentes, tendo em vista as 6 áreas do referencial DigCompEdu; - capacitar os docentes para a realização de atividades com tecnologias digitais em diferentes modalidades de ensino; - capacitar os docentes para a implementação de atividades que promovam a aprendizagem e o desenvolvimento das CD dos alunos; - estimular a reflexão, partilha e utilização crítica das tecnologias em contexto educativo.

Conteúdos

Os conteúdos da ação surgem, em sentido articulado e incremental, com os conteúdos da formação de nível 1. - Documentos de enquadramento das políticas educativas. - Envolvimento profissional: Discussão, renovação e inovação na prática profissional. Processos de liderança na era digital. - Recursos Educativos Digitais (RED): Utilização de estratégias e RED avançados de forma abrangente. Promoção da utilização de RED de forma colaborativa. - Ensino e Aprendizagem: Renovação da prática de ensino de forma estratégica e intencional. Inovação no processo de ensino e de aprendizagem em diferentes modalidades de ensino. - Avaliação das aprendizagens: Reflexão crítica sobre estratégias de avaliação digital. Inovação na avaliação das aprendizagens com recursos a soluções digitais. - CD dos Alunos: Promoção da CD dos alunos de forma abrangente e crítica. Inovação no envolvimento dos alunos utilizando formatos inovadores para promover a sua CD. - Planeamento da formação e aprendizagem ao longo da vida.

Metodologias

As sessões presenciais são destinadas à exploração do DigCompEdu e reflexão sobre a articulação entre as áreas de competência; à realização de atividades práticas de partilha, suportadas por um ambiente colaborativo; à exploração de ferramentas digitais para o desenvolvimento de atividades de aprendizagem promotoras da colaboração, comunicação e avaliação; à planificação e criação de atividades a implementar na escola, que promovam o desenvolvimento das CD docente e, simultaneamente, dos alunos; à reflexão crítica sobre o desenvolvimento profissional docente. Em específico, na componente de trabalho autónomo, pretende-se assegurar a implementação das atividades planificadas nas sessões presenciais, em situações reais de ensino-aprendizagem com alunos, articulando o DigCompEdu com o respetivo currículo, e a reflexão sobre as práticas desenvolvidas. Na última sessão, os formandos apresentarão os resultados dessas atividades, com evidências, proporcionando-se a discussão e a partilha.

Avaliação

Aplicação do determinado no regime Jurídico da Formação Contínua de professores, Decreto-lei nº 22/2014, de 11 de fevereiro, conjugado com o Despacho nº 4595/2015, de 6 de maio e com o “Regulamento para Acreditação e Creditação de Ações de Formação Contínua. A classificação de cada formando será realizada na escala de 1 a 10 conforme indicado no Despacho n.º 4595/2015, de 6 de maio, respeitando todos os dispositivos legais da avaliação contínua e tendo por base a participação/contributos e o trabalho final individual elaborado e apresentado pelos formandos.

Bibliografia

Comissão Europeia (2020). Blended learning in school education – guidelines for the start of the academic year 2020/21. Disponível em: https://www.schooleducationgateway.eu/pt/pub/resources/ publications/blended-learning-guidelines.htm Comissão Europeia (2018). Plano de Ação para a Educação Digital. Disponível em: https://eur-lex.europa.eu/legal-content/PT/TXT/PDF/?uri=CELEX:52018DC0022&from=EN Lucas, M., & Moreira, A. (2018). DigCompEdu: Quadro Europeu de Competência Digital para Educadores. Aveiro: UA Editora. Licht, A.H, Tasiopoulou, E., & Wastiau, P. (2017). Open Book of Educational Innovation. European Schoolnet, Brussels. Disponível em: http://www.eun.org/documents/411753/817341/ Open_book_of_Innovational_Education.pdf Ministério da Educação (2017). Perfil dos Alunos à Saída da Escolaridade Obrigatória, Lisboa: ME


Cronograma

Sessão Data Horário Duração Tipo
1 03-10-2022 (Segunda-feira) 17:00 - 20:00 3:00 Presencial
2 10-10-2022 (Segunda-feira) 17:00 - 20:00 3:00 Online síncrona
3 17-10-2022 (Segunda-feira) 17:00 - 20:00 3:00 Online síncrona
4 24-10-2022 (Segunda-feira) 17:00 - 20:30 3:30 Online síncrona
5 31-10-2022 (Segunda-feira) 17:00 - 20:00 3:00 Presencial
6 14-11-2022 (Segunda-feira) 17:00 - 20:00 3:00 Online síncrona
7 21-11-2022 (Segunda-feira) 17:00 - 20:30 3:30 Online síncrona
8 05-12-2022 (Segunda-feira) 17:00 - 20:00 3:00 Presencial


169

Ref. 129C4 A decorrer

Registo de acreditação: CCPFC/ACC-115716/22

Modalidade: Oficina de Formação

Duração: 50.0 horas

Início: 21-09-2022

Fim: 08-03-2023

Regime: b-learning

Local: AE Joaquim Inácio da Cruz Sobral

Formador

Hélia Margarida Aparício Pintão de Oliveira

Destinatários

Grupo de recrutamento 500

Releva

Para os efeitos previstos no n.º 1 do artigo 8.º, do Regime Jurídico da Formação Contínua de Professores, a presente ação releva para efeitos de progressão em carreira de Grupo de recrutamento 500. Mais se certifica que, para os efeitos previstos no artigo 9.º, do Regime Jurídico da Formação Contínua de Professores (dimensão científica e pedagógica), a presente ação releva para efeitos de progressão em carreira de Grupo de recrutamento 500.

Acreditado pelo

CCPFC - Conselho Científico Pedagógico de Formação Contínua

Entidade formadora/Parceria

Centro de Formação Pêro de Alenquer-Alenquer-Arruda dos Vinhos-Sobral de Monte Agraço

Razões

No âmbito do projeto Contexto e Visão para a revisão curricular das Aprendizagens Essenciais em Matemática, em agosto de 2021 foram homologadas as novas Aprendizagens Essenciais de Matemática para o Ensino Básico(Despacho n.º 8209/2021, de 19 de agosto) que entrarão em vigor a partir do ano letivo: a) 2022/2023, no que respeita aos 1.º, 3.º, 5.º e 7.º anos de escolaridade; b) 2023/2024, no que respeita aos 2.º, 4.º, 6.º e 8.º anos de escolaridade; c) 2024/2025, no que respeita ao 9.º ano de escolaridade. Tendo consciência da necessidade de formação dos professores do grupo 500, para a operacionalização destes novos documentos curriculares em Matemática do Ensino Básico procurar-se-á desenvolver uma formação focada em aspetos específicos das novas AE de Matemática para o Ensino Básico (AE, 2021), destacando o que de mais significativo e novo existe nestes documentos curriculares.

Objetivos

Compreender, de forma aprofundada, as orientações curriculares expressas nas novas AE de Matemática para o Ensino Básico, o seu racional e as consequências para o ensino da Matemática; Estar dotados com o conhecimento didático e o conhecimento matemático requeridos para o ensino orientado pelas novas AE de Matemática para o Ensino Básico; Realizar experiências de ensino de Matemática que contemplem a planificação de aulas, a sua concretização e consequente reflexão, em contextos de trabalho colaborativo, tornando-se sensíveis e capazes de resolução para os problemas que possam surgir na prática de ensino das novas AE de Matemática para o 3.º ciclo do Ensino Básico.

Conteúdos

Orientações curriculares para o ensino da Matemática no Ensino Básico expressas nas novas AE 2021 (2 sessões de 2,5h cada; Articulação entre diferentes temas matemáticos e capacidades matemáticas transversais, incorporando as capacidades e atitudes gerais transversais (5 sessões de 2,5h cada):Práticas de ensino promotoras do desenvolvimento integrado de temas matemáticos, capacidades matemáticas transversais e capacidades e atitudes gerais transversais (3 sessões de 2,5h cada)

Metodologias

Sessões presenciais (momentos em pequenos e em grande grupo): análise e discussão das orientações curriculares das AEe de textos teóricos que as suportam e apresentação e discussão da intervenção na prática letiva. Sessões síncronas: resolução e discussão de tarefas deformação e planificação e reflexão de uma intervenção na prática. Trabalho autónomo: leitura das AE e de textos disponibilizados para: planificação, concretização e reflexão da intervenção na prática, preparação da apresentação, em pequenos grupos, dessa intervenção e elaboração de um trabalho final individual.

Avaliação

A classificação de cada formando será realizada na escala de 1 a 10 conforme indicado no Despacho n.º4595/2015, de 6 de maio, respeitando todos os dispositivos legais da avaliação contínua e tendo por base a realização e discussão das tarefas propostas nas sessões presenciais e nas sessões síncronas, a planificação de tarefas para os alunos e análise da sua realização na sala de aula, e o trabalho final elaborado pelos formandos.

Modelo

O trabalho final deverá ser uma reflexão escrita individual sobre a formação, as aprendizagens realizadas e capacidades desenvolvidas, e a sua participação na formação.

Bibliografia

Educação e Matemática, 158 Educação e Matemática, 162 NCTM (2017). Princípios para a ação. Lisboa: APM. Ponte, J. P., Quaresma, M., & Mata Pereira, J. (2020). Como desenvolver o raciocínio matemático na sala de aula?Educação e Matemática, 156, 7-11. Veloso, E. (2012). Simetria e transformações geométricas. Lisboa: APM


Cronograma

Sessão Data Horário Duração Tipo
1 21-09-2022 (Quarta-feira) 16:30 - 19:00 2:30 Presencial
2 19-10-2022 (Quarta-feira) 16:30 - 19:00 2:30 Online síncrona
3 02-11-2022 (Quarta-feira) 16:30 - 19:00 2:30 Presencial
4 16-11-2022 (Quarta-feira) 16:30 - 19:00 2:30 Online síncrona
5 30-11-2022 (Quarta-feira) 16:30 - 19:00 2:30 Presencial
6 14-12-2022 (Quarta-feira) 16:30 - 19:00 2:30 Online síncrona
7 11-01-2023 (Quarta-feira) 16:30 - 19:00 2:30 Online síncrona
8 25-01-2023 (Quarta-feira) 16:30 - 19:00 2:30 Presencial
9 15-02-2023 (Quarta-feira) 16:30 - 19:00 2:30 Online síncrona
10 08-03-2023 (Quarta-feira) 16:30 - 19:00 2:30 Online síncrona


160

Ref. 124C1 A decorrer

Registo de acreditação: CCPFC/ACC-116822/22

Modalidade: Oficina de Formação

Duração: 50.0 horas

Início: 20-09-2022

Fim: 06-12-2022

Regime: b-learning

Local: B-learning - AE Carregado

Formador

Cristina Maria de Sousa Rosa

Destinatários

Professores dos Ensinos Básico e Secundário e Professores de Educação Especial

Releva

Para os efeitos previstos no n.º 1 do artigo 8.º, do Regime Jurídico da Formação Contínua de Professores, a presente ação releva para efeitos de progressão em carreira de Professores dos Ensinos Básico e Secundário e Professores de Educação Especial. Para efeitos de aplicação do artigo 9.º, do Regime Jurídico da Formação Contínua de Professores (dimensão científica e pedagógica), a presente ação não releva para efeitos de progressão em carreira. No âmbito do Despacho n.º 2053/2021, publicado a 24 de fevereiro, a ação de formação, releva na dimensão científico-pedagógica para a progressão da carreira docente..

Acreditado pelo

CCPFC - Conselho Científico Pedagógico de Formação Contínua

Entidade formadora/Parceria

Centro de Formação Pêro de Alenquer-Alenquer-Arruda dos Vinhos-Sobral de Monte Agraço

Razões

O Quadro Europeu de Competência Digital para Educadores, da Comissão Europeia (DigCompEdu), pretende promover a competência digital (CD) e a inovação na educação. É essencial que os docentes desenvolvam um conjunto de CD, de modo a tirar partido do potencial das tecnologias digitais. Esta ação visa contribuir para desenvolver as CD dos docentes do sistema educativo e formativo nacional (nível 2) e a sua capacidade para implementar estratégias inovadoras de ensino e de aprendizagem. Ambiciona-se criar condições favoráveis a práticas educativas que se revelem promotoras do desenvolvimento de competências digitais dos alunos. Conjuntamente com esta formação, serão submetidas outras duas, articuladas ao nível da progressão dos conteúdos.

Objetivos

Esta ação de formação pretende desenvolver com os docentes de nível 2 (B1/B2 do DigCompEdu) um conjunto de conhecimentos e estratégias que lhes permita desenvolver CD do nível seguinte (C1/C2 do DigCompEdu). São objetivos específicos: - promover o desenvolvimento, aprofundamento e densificação das CD dos docentes, tendo em vista as 6 áreas do referencial DigCompEdu; - capacitar os docentes para a realização de atividades com tecnologias digitais em diferentes modalidades de ensino; - capacitar os docentes para a implementação de atividades que promovam a aprendizagem e o desenvolvimento das CD dos alunos; - estimular a reflexão, partilha e utilização crítica das tecnologias em contexto educativo.

Conteúdos

Os conteúdos da ação surgem, em sentido articulado e incremental, com os conteúdos da formação de nível 1. - Documentos de enquadramento das políticas educativas. - Envolvimento profissional: Discussão, renovação e inovação na prática profissional. Processos de liderança na era digital. - Recursos Educativos Digitais (RED): Utilização de estratégias e RED avançados de forma abrangente. Promoção da utilização de RED de forma colaborativa. - Ensino e Aprendizagem: Renovação da prática de ensino de forma estratégica e intencional. Inovação no processo de ensino e de aprendizagem em diferentes modalidades de ensino. - Avaliação das aprendizagens: Reflexão crítica sobre estratégias de avaliação digital. Inovação na avaliação das aprendizagens com recursos a soluções digitais. - CD dos Alunos: Promoção da CD dos alunos de forma abrangente e crítica. Inovação no envolvimento dos alunos utilizando formatos inovadores para promover a sua CD. - Planeamento da formação e aprendizagem ao longo da vida.

Metodologias

As sessões presenciais são destinadas à exploração do DigCompEdu e reflexão sobre a articulação entre as áreas de competência; à realização de atividades práticas de partilha, suportadas por um ambiente colaborativo; à exploração de ferramentas digitais para o desenvolvimento de atividades de aprendizagem promotoras da colaboração, comunicação e avaliação; à planificação e criação de atividades a implementar na escola, que promovam o desenvolvimento das CD docente e, simultaneamente, dos alunos; à reflexão crítica sobre o desenvolvimento profissional docente. Em específico, na componente de trabalho autónomo, pretende-se assegurar a implementação das atividades planificadas nas sessões presenciais, em situações reais de ensino-aprendizagem com alunos, articulando o DigCompEdu com o respetivo currículo, e a reflexão sobre as práticas desenvolvidas. Na última sessão, os formandos apresentarão os resultados dessas atividades, com evidências, proporcionando-se a discussão e a partilha.

Avaliação

Aplicação do determinado no regime Jurídico da Formação Contínua de professores, Decreto-lei nº 22/2014, de 11 de fevereiro, conjugado com o Despacho nº 4595/2015, de 6 de maio e com o “Regulamento para Acreditação e Creditação de Ações de Formação Contínua. A classificação de cada formando será realizada na escala de 1 a 10 conforme indicado no Despacho n.º 4595/2015, de 6 de maio, respeitando todos os dispositivos legais da avaliação contínua e tendo por base a participação/contributos e o trabalho final individual elaborado e apresentado pelos formandos.

Bibliografia

Comissão Europeia (2020). Blended learning in school education – guidelines for the start of the academic year 2020/21. Disponível em: https://www.schooleducationgateway.eu/pt/pub/resources/ publications/blended-learning-guidelines.htm Comissão Europeia (2018). Plano de Ação para a Educação Digital. Disponível em: https://eur-lex.europa.eu/legal-content/PT/TXT/PDF/?uri=CELEX:52018DC0022&from=EN Lucas, M., & Moreira, A. (2018). DigCompEdu: Quadro Europeu de Competência Digital para Educadores. Aveiro: UA Editora. Licht, A.H, Tasiopoulou, E., & Wastiau, P. (2017). Open Book of Educational Innovation. European Schoolnet, Brussels. Disponível em: http://www.eun.org/documents/411753/817341/ Open_book_of_Innovational_Education.pdf Ministério da Educação (2017). Perfil dos Alunos à Saída da Escolaridade Obrigatória, Lisboa: ME


Cronograma

Sessão Data Horário Duração Tipo
1 20-09-2022 (Terça-feira) 18:30 - 21:30 3:00 Presencial
2 27-09-2022 (Terça-feira) 18:30 - 21:30 3:00 Presencial
3 11-10-2022 (Terça-feira) 18:30 - 21:30 3:00 Online síncrona
4 25-10-2022 (Terça-feira) 18:30 - 21:30 3:00 Online síncrona
5 08-11-2022 (Terça-feira) 18:30 - 21:30 3:00 Online síncrona
6 15-11-2022 (Terça-feira) 18:30 - 22:00 3:30 Online síncrona
7 29-11-2022 (Terça-feira) 18:30 - 22:00 3:30 Online síncrona
8 06-12-2022 (Terça-feira) 18:30 - 21:30 3:00 Presencial


155

Ref. 132C5 A decorrer

Registo de acreditação: CCPFC/ACC-115872/22

Modalidade: Oficina de Formação

Duração: 50.0 horas

Início: 14-09-2022

Fim: 08-02-2023

Regime: b-learning

Local: AE Damião de Goes

Formador

Nadia Diogo Ferreira

Destinatários

Professores do 2º Ciclo;

Releva

Para os efeitos previstos no n.º 1 do artigo 8.º, do Regime Jurídico da Formação Contínua de Professores, a presente ação releva para efeitos de progressão em carreira de Professores do 2º Ciclo;. Mais se certifica que, para os efeitos previstos no artigo 9.º, do Regime Jurídico da Formação Contínua de Professores (dimensão científica e pedagógica), a presente ação releva para efeitos de progressão em carreira de Professores do 2º Ciclo;.

Acreditado pelo

CCPFC - Conselho Científico Pedagógico de Formação Contínua

Entidade formadora/Parceria

Centro de Formação Pêro de Alenquer-Alenquer-Arruda dos Vinhos-Sobral de Monte Agraço

Razões

No âmbito do projeto Contexto e Visão para a revisão curricular das Aprendizagens Essenciais em Matemática, em agosto de 2021foram homologadas as novas Aprendizagens Essenciais de Matemática para o Ensino Básico (Despacho n.º 8209/2021, de 19 de agosto) que entrarão em vigor a partir do ano letivo: a) 2022/2023, no que respeita aos 1.º, 3.º, 5.º e 7.º anos de escolaridade; b) 2023/2024, no que respeita aos 2.º, 4.º, 6.º e 8.º anos de escolaridade; c) 2024/2025, no que respeita ao 9.º ano de escolaridade. Tendo consciência da necessidade de formação dos professores do grupo 230 para a operacionalização destes novos documentos curriculares em Matemática do Ensino Básico procurar-se-á desenvolver uma formação focada em aspetos específicos das novas AE de Matemática para o Ensino Básico, destacando o que de mais significativo e novo existe nestes documentos curriculares.

Objetivos

• Compreender, de forma aprofundada, as orientações curriculares expressas nas novas AE de Matemática para o Ensino Básico, o seu racional e as consequências para o ensino da Matemática;• Estar capacitados com o conhecimento didático e o conhecimento matemático requeridos para o ensino orientado pelas novas AE de Matemática para o Ensino Básico;• Realizar experiências de ensino de Matemática que contemplem a planificação de aulas, a sua concretização e consequente reflexão, em contextos de trabalho colaborativo, tornando-se sensíveis e alertados para os problemas que possam surgir na prática de ensino das novas AE de Matemática para o 2.º ciclo do Ensino Básico.

Conteúdos

Caracterização das novas AE de Matemática. Articulação entre os temas nas novas AE de Matemática. Reflexos dos princípios nas opções curriculares das novas AE de Matemática. Serão propostas tarefas que permitirão trabalhar as novas AE segundo diversos ângulos. Conteúdos de aprendizagem (conhecimentos, capacidades matemáticas, capacidades e atitudes gerais) que uma dada tarefa preferencialmente pode promover. Análise de produções de alunos. Feedback oral e escrito a fornecer pelo professor

Metodologias

Sessões presenciais (momentos em pequenos e em grande grupo): análise e discussão das orientações curriculares das AE e de textos teóricos que as suportam e apresentação e discussão da intervenção na prática letiva. Sessões síncronas: resolução e discussão de tarefas de formação e planificação e reflexão de uma intervenção na prática. As tarefas deformação a propor nessas sessões poderão incluir a resolução de tarefas para alunos, o seu enquadramento curricular, a análise de produções matemáticas e de episódios de sala de aula. Trabalho autónomo: leitura das AE e de textos disponibilizados para: planificação, concretização e reflexão da intervenção na prática, preparação da apresentação, em pequenos grupos, dessa intervenção ena elaboração de um trabalho final individual.

Avaliação

A classificação de cada formando será realizada na escala de 1 a 10 conforme indicado no Despacho n.º 4595/2015, de 6 de maio,

Modelo

Respeitando todos os dispositivos legais da avaliação contínua e tendo por base a realização e discussão das tarefas propostas nas sessões presenciais e nas sessões síncronas, a planificação de tarefas para os alunos e análise da sua realização na sala de aula, e o trabalho final elaborado pelos formandos. O trabalho final deverá ser uma reflexão escrita individual sobre a formação, as aprendizagens realizadas e capacidades desenvolvidas, e a sua participação na formação.

Bibliografia

Educação e Matemática, 158 Educação e Matemática, 162 NCTM (2017). Princípios para a ação. Lisboa: APM. Ponte, J. P., Quaresma, M., & Mata Pereira, J. (2020). Como desenvolver o raciocínio matemático na sala de aula? Educação e Matemática, 156, 7-11. Veloso, E. (2012). Simetria e transformações geométricas. Lisboa: APM.


Cronograma

Sessão Data Horário Duração Tipo
1 14-09-2022 (Quarta-feira) 17:30 - 20:00 2:30 Online síncrona
2 28-09-2022 (Quarta-feira) 17:30 - 20:00 2:30 Presencial
3 12-10-2022 (Quarta-feira) 17:30 - 20:00 2:30 Online síncrona
4 26-10-2022 (Quarta-feira) 17:30 - 20:00 2:30 Presencial
5 09-11-2022 (Quarta-feira) 17:30 - 20:00 2:30 Online síncrona
6 23-11-2022 (Quarta-feira) 17:30 - 20:00 2:30 Presencial
7 07-12-2022 (Quarta-feira) 17:30 - 20:00 2:30 Online síncrona
8 11-01-2023 (Quarta-feira) 17:30 - 20:00 2:30 Presencial
9 25-01-2023 (Quarta-feira) 17:30 - 20:00 2:30 Online síncrona
10 08-02-2023 (Quarta-feira) 17:30 - 20:00 2:30 Online síncrona


168

Ref. 125C2 Em avaliação

Registo de acreditação: CCPFC/ACC-110121/22

Modalidade: Oficina de Formação

Duração: 50.0 horas

Início: 06-10-2022

Fim: 24-11-2022

Regime: b-learning

Local: B-learning - AE Damião de Goes

Formador

Ana Cristina d Oliveira dos Santos Almeida

Destinatários

Professores do 1º Ciclo; Professores do 2º Ciclo; Professores do 3º Ciclo/Ensino Secundário; Professores da Educação Especial;

Releva

Para os efeitos previstos no n.º 1 do artigo 8.º, do Regime Jurídico da Formação Contínua de Professores, a presente ação releva para efeitos de progressão em carreira de Professores do 1º Ciclo; Professores do 2º Ciclo; Professores do 3º Ciclo/Ensino Secundário; Professores da Educação Especial;. Para efeitos de aplicação do artigo 9.º, do Regime Jurídico da Formação Contínua de Professores (dimensão científica e pedagógica), a presente ação não releva para efeitos de progressão em carreira. No âmbito do Despacho n.º 2053/2021, publicado a 24 de fevereiro, a ação de formação, releva na dimensão científico-pedagógica para a progressão da carreira docente..

Acreditado pelo

CCPFC - Conselho Científico Pedagógico de Formação Contínua

Entidade formadora/Parceria

Centro de Formação Pêro de Alenquer-Alenquer-Arruda dos Vinhos-Sobral de Monte Agraço

Razões

O Quadro Europeu de Competência Digital para Educadores, da Comissão Europeia (DigCompEdu), pretende promover a competência digital (CD) e a inovação na educação. É essencial que os docentes desenvolvam um conjunto de CD, de modo a tirar partido do potencial das tecnologias digitais. Esta ação visa contribuir para desenvolver as competências digitais dos docentes do sistema educativo e formativo nacional (nível 3) e a sua capacidade para implementar estratégias inovadoras de ensino e de aprendizagem. Ambiciona-se criar condições favoráveis a práticas educativas que se revelem promotoras do desenvolvimento de CD dos alunos. Conjuntamente com esta formação, serão submetidas outras duas, articuladas ao nível da progressão dos conteúdos.

Objetivos

Pretende-se desenvolver com os docentes de nível 3 (C1/C2 do DigCompEdu) um conjunto de conhecimentos e de processos que lhes permita potenciar as suas competências digitais na promoção de estratégias e ações inovadoras na comunidade educativa. São objetivos específicos: - formular estratégias pedagógicas inovadoras e promotoras das CD dos docentes e alunos; - capacitar os docentes para a realização de atividades com tecnologias digitais em diferentes modalidades de ensino; - promover o desenvolvimento de ações que contribuam para os Plano de Ação para o Desenvolvimento Digital das suas escolas; - promover e estimular a reflexão, a partilha e a utilização crítica das tecnologias digitais em contexto educativo.

Conteúdos

Os conteúdos da ação surgem, em sentido articulado e incremental, com os conteúdos da formação de nível 1 e 2. - Exploração de documentos de enquadramento das políticas educativas. - Discussão, renovação e inovação na prática profissional. - Reflexão em torno de conceitos relacionados com escolas, professores e alunos digitalmente competentes. - Utilização das tecnologias digitais na colaboração e inovação pedagógica ao serviço da comunidade educativa. - Estratégias e metodologias relacionadas com o desenvolvimento curricular através de ambientes e ferramentas digitais. - Estratégias digitais de caráter científico-pedagógico promotoras do desenvolvimento profissional dos docentes. - Planeamento de atividades didático-pedagógicas promotoras do desenvolvimento da competência digital dos alunos. - Conceção de Planos de Ação para o Desenvolvimento Digital: conceitos, metodologias de desenvolvimento, implementação, monitorização, avaliação.

Metodologias

As sessões presenciais são destinadas à exploração do referencial DigCompEdu e reflexão sobre a articulação entre as áreas de competência; à realização de atividades práticas inovadoras num ambiente colaborativo, de partilha e de reflexão; à exploração de ferramentas digitais para o desenvolvimento de atividades de aprendizagem promotoras da colaboração, comunicação, partilha e avaliação; à reflexão crítica sobre o desenvolvimento da componente de trabalho autónomo. Ao longo das sessões conjuntas estimular-se-á a criação e/ou participação e colaboração em comunidades de prática neste âmbito. No trabalho autónomo pretende-se estimular a planificação e conceção de ações que contribuam para a criação dos Planos de Ação de Desenvolvimento Digital, bem como para a sua regular monitorização e posterior avaliação. Na última sessão presencial os formandos apresentarão os resultados dessas atividades, com evidências, proporcionando-se momentos para a partilha e reflexão.

Avaliação

Aplicação do determinado no regime Jurídico da Formação Contínua de professores, Decreto-lei nº 22/2014, de 11 de fevereiro, conjugado com o Despacho nº 4595/2015, de 6 de maio e com o “Regulamento para Acreditação e Creditação de Ações de Formação Contínua. A classificação de cada formando será realizada na escala de 1 a 10 conforme indicado no Despacho n.º 4595/2015, de 6 de maio, respeitando todos os dispositivos legais da avaliação contínua e tendo por base a participação/contributos e o trabalho final individual elaborado e apresentado pelos formandos.

Bibliografia

Comissão Europeia (2020). Blended learning in school education – guidelines for the start of the academic year 2020/21. Disponível em: https://www.schooleducationgateway.eu/pt/pub/resources/ publications/blended-learning-guidelines.htm Comissão Europeia (2018). Plano de Ação para a Educação Digital. Disponível em: https://eur-lex.europa.eu/legal-content/PT/TXT/PDF/?uri=CELEX:52018DC0022&from=EN EU Science Hub (2018). Self-reflection tool for digitally capable schools (SELFIE). Disponível em: https://ec.europa.eu/jrc/en/digcomporg/selfie-tool Lucas, M., & Moreira, A. (2018). DigCompEdu: Quadro Europeu de Competência Digital para Educadores. Aveiro: UA Editora. Licht, A.H, Tasiopoulou, E., & Wastiau, P. (2017). Open Book of Educational Innovation. European Schoolnet, Brussels. Disponível em: http://www.eun.org/documents/411753/817341/ Open_book_of_Innovational_Education.pdf


Cronograma

Sessão Data Horário Duração Tipo
1 06-10-2022 (Quinta-feira) 16:30 - 19:30 3:00 Presencial
2 13-10-2022 (Quinta-feira) 16:30 - 19:30 3:00 Online síncrona
3 20-10-2022 (Quinta-feira) 16:30 - 19:30 3:00 Online síncrona
4 27-10-2022 (Quinta-feira) 16:30 - 19:30 3:00 Presencial
5 03-11-2022 (Quinta-feira) 16:30 - 19:30 3:00 Online síncrona
6 10-11-2022 (Quinta-feira) 16:30 - 19:30 3:00 Online síncrona
7 17-11-2022 (Quinta-feira) 16:30 - 19:30 3:00 Presencial
8 24-11-2022 (Quinta-feira) 16:30 - 20:30 4:00 Online síncrona


165

Ref. 125C1 Em avaliação

Registo de acreditação: CCPFC/ACC-110121/22

Modalidade: Oficina de Formação

Duração: 50.0 horas

Início: 03-10-2022

Fim: 21-11-2022

Regime: b-learning

Local: B-learning - AE Visconde de Chanceleiros

Formador

Ana Cristina d Oliveira dos Santos Almeida

Destinatários

Professores do 1º Ciclo; Professores do 2º Ciclo; Professores do 3º Ciclo/Ensino Secundário; Professores da Educação Especial;

Releva

Para os efeitos previstos no n.º 1 do artigo 8.º, do Regime Jurídico da Formação Contínua de Professores, a presente ação releva para efeitos de progressão em carreira de Professores do 1º Ciclo; Professores do 2º Ciclo; Professores do 3º Ciclo/Ensino Secundário; Professores da Educação Especial;. Para efeitos de aplicação do artigo 9.º, do Regime Jurídico da Formação Contínua de Professores (dimensão científica e pedagógica), a presente ação não releva para efeitos de progressão em carreira. No âmbito do Despacho n.º 2053/2021, publicado a 24 de fevereiro, a ação de formação, releva na dimensão científico-pedagógica para a progressão da carreira docente..

Acreditado pelo

CCPFC - Conselho Científico Pedagógico de Formação Contínua

Entidade formadora/Parceria

Centro de Formação Pêro de Alenquer-Alenquer-Arruda dos Vinhos-Sobral de Monte Agraço

Razões

O Quadro Europeu de Competência Digital para Educadores, da Comissão Europeia (DigCompEdu), pretende promover a competência digital (CD) e a inovação na educação. É essencial que os docentes desenvolvam um conjunto de CD, de modo a tirar partido do potencial das tecnologias digitais. Esta ação visa contribuir para desenvolver as competências digitais dos docentes do sistema educativo e formativo nacional (nível 3) e a sua capacidade para implementar estratégias inovadoras de ensino e de aprendizagem. Ambiciona-se criar condições favoráveis a práticas educativas que se revelem promotoras do desenvolvimento de CD dos alunos. Conjuntamente com esta formação, serão submetidas outras duas, articuladas ao nível da progressão dos conteúdos.

Objetivos

Pretende-se desenvolver com os docentes de nível 3 (C1/C2 do DigCompEdu) um conjunto de conhecimentos e de processos que lhes permita potenciar as suas competências digitais na promoção de estratégias e ações inovadoras na comunidade educativa. São objetivos específicos: - formular estratégias pedagógicas inovadoras e promotoras das CD dos docentes e alunos; - capacitar os docentes para a realização de atividades com tecnologias digitais em diferentes modalidades de ensino; - promover o desenvolvimento de ações que contribuam para os Plano de Ação para o Desenvolvimento Digital das suas escolas; - promover e estimular a reflexão, a partilha e a utilização crítica das tecnologias digitais em contexto educativo.

Conteúdos

Os conteúdos da ação surgem, em sentido articulado e incremental, com os conteúdos da formação de nível 1 e 2. - Exploração de documentos de enquadramento das políticas educativas. - Discussão, renovação e inovação na prática profissional. - Reflexão em torno de conceitos relacionados com escolas, professores e alunos digitalmente competentes. - Utilização das tecnologias digitais na colaboração e inovação pedagógica ao serviço da comunidade educativa. - Estratégias e metodologias relacionadas com o desenvolvimento curricular através de ambientes e ferramentas digitais. - Estratégias digitais de caráter científico-pedagógico promotoras do desenvolvimento profissional dos docentes. - Planeamento de atividades didático-pedagógicas promotoras do desenvolvimento da competência digital dos alunos. - Conceção de Planos de Ação para o Desenvolvimento Digital: conceitos, metodologias de desenvolvimento, implementação, monitorização, avaliação.

Metodologias

As sessões presenciais são destinadas à exploração do referencial DigCompEdu e reflexão sobre a articulação entre as áreas de competência; à realização de atividades práticas inovadoras num ambiente colaborativo, de partilha e de reflexão; à exploração de ferramentas digitais para o desenvolvimento de atividades de aprendizagem promotoras da colaboração, comunicação, partilha e avaliação; à reflexão crítica sobre o desenvolvimento da componente de trabalho autónomo. Ao longo das sessões conjuntas estimular-se-á a criação e/ou participação e colaboração em comunidades de prática neste âmbito. No trabalho autónomo pretende-se estimular a planificação e conceção de ações que contribuam para a criação dos Planos de Ação de Desenvolvimento Digital, bem como para a sua regular monitorização e posterior avaliação. Na última sessão presencial os formandos apresentarão os resultados dessas atividades, com evidências, proporcionando-se momentos para a partilha e reflexão.

Avaliação

Aplicação do determinado no regime Jurídico da Formação Contínua de professores, Decreto-lei nº 22/2014, de 11 de fevereiro, conjugado com o Despacho nº 4595/2015, de 6 de maio e com o “Regulamento para Acreditação e Creditação de Ações de Formação Contínua. A classificação de cada formando será realizada na escala de 1 a 10 conforme indicado no Despacho n.º 4595/2015, de 6 de maio, respeitando todos os dispositivos legais da avaliação contínua e tendo por base a participação/contributos e o trabalho final individual elaborado e apresentado pelos formandos.

Bibliografia

Comissão Europeia (2020). Blended learning in school education – guidelines for the start of the academic year 2020/21. Disponível em: https://www.schooleducationgateway.eu/pt/pub/resources/ publications/blended-learning-guidelines.htm Comissão Europeia (2018). Plano de Ação para a Educação Digital. Disponível em: https://eur-lex.europa.eu/legal-content/PT/TXT/PDF/?uri=CELEX:52018DC0022&from=EN EU Science Hub (2018). Self-reflection tool for digitally capable schools (SELFIE). Disponível em: https://ec.europa.eu/jrc/en/digcomporg/selfie-tool Lucas, M., & Moreira, A. (2018). DigCompEdu: Quadro Europeu de Competência Digital para Educadores. Aveiro: UA Editora. Licht, A.H, Tasiopoulou, E., & Wastiau, P. (2017). Open Book of Educational Innovation. European Schoolnet, Brussels. Disponível em: http://www.eun.org/documents/411753/817341/ Open_book_of_Innovational_Education.pdf


Cronograma

Sessão Data Horário Duração Tipo
1 03-10-2022 (Segunda-feira) 16:30 - 19:30 3:00 Presencial
2 10-10-2022 (Segunda-feira) 16:30 - 19:30 3:00 Online síncrona
3 17-10-2022 (Segunda-feira) 16:30 - 19:30 3:00 Online síncrona
4 24-10-2022 (Segunda-feira) 16:30 - 19:30 3:00 Presencial
5 31-10-2022 (Segunda-feira) 16:30 - 19:30 3:00 Online síncrona
6 07-11-2022 (Segunda-feira) 16:30 - 19:30 3:00 Online síncrona
7 14-11-2022 (Segunda-feira) 16:30 - 19:30 3:00 Presencial
8 21-11-2022 (Segunda-feira) 16:30 - 20:30 4:00 Online síncrona


156

Ref. 128C4-T1 Em avaliação

Registo de acreditação: CCPFC/ACC-113576/21

Modalidade: Oficina de Formação

Duração: 30.0 horas

Início: 03-10-2022

Fim: 08-11-2022

Regime: Presencial

Local: AE Arruda dos Vinhos

Formador

Maria Eduarda dos Reis de Sousa

Destinatários

Educadores de Infância; Professores do 1º Ciclo;

Releva

Para os efeitos previstos no n.º 1 do artigo 8.º, do Regime Jurídico da Formação Contínua de Professores, a presente ação releva para efeitos de progressão em carreira de Educadores de Infância; Professores do 1º Ciclo;. Mais se certifica que, para os efeitos previstos no artigo 9.º, do Regime Jurídico da Formação Contínua de Professores (dimensão científica e pedagógica), a presente ação releva para efeitos de progressão em carreira de Educadores de Infância; Professores do 1º Ciclo;.

Acreditado pelo

CCPFC - Conselho Científico Pedagógico de Formação Contínua

Entidade formadora/Parceria

Centro de Formação Pêro de Alenquer-Alenquer-Arruda dos Vinhos-Sobral de Monte Agraço

Razões

Planificar e dinamizar projetos de aprendizagem interdisciplinares com a participação dos alunos. Promover a aprendizagem baseada em projetos colaborativos, tanto a nível nacional como internacional. Promover a construção de saberes vários, da curiosidade e do desejo de aprender das crianças através do contacto com outras crianças e culturas. - Partilhar informação, transmitir os saberes construídos e culturais. Potenciar a utilização das tecnologias de informação para a promoção do trabalho colaborativo e para melhorar a aprendizagem. Apoiar os alunos na realização de atividades práticas e investigativas e no desenvolvimento de projetos de pesquisa. Promover competências relacionadas com a ética e com a cidadania digital.

Objetivos

Planificar e dinamizar projetos de aprendizagem interdisciplinares com a participação dos alunos. Promover a aprendizagem baseada em projetos colaborativos, tanto a nível nacional como internacional. Promover a construção de saberes vários, da curiosidade e do desejo de aprender das crianças através do contacto com outras crianças e culturas. Partilhar informação, transmitir os saberes construídos e culturais. Potenciar a utilização das tecnologias de informação para a promoção do trabalho colaborativo e para melhorar a aprendizagem. Apoiar os alunos na realização de atividades práticas e investigativas e no desenvolvimento de projetos de pesquisa. Promover competências relacionadas com a ética e com a cidadania digital.

Conteúdos

Apresentação da ação, conteúdos programáticos e avaliação. O desenvolvimento de projetos de aprendizagem na Educação Pré-Escolar. O desenvolvimento de projetos interdisciplinares no 1º Ciclo do Ensino Básico. A metodologia PBL. A importância de aprender a aprender. A aprendizagem holística. A criança como sujeito e agente de aprendizagem.

Metodologias

As Sessões Presenciais terão por base a apresentação de conteúdos seguida da sua discussão em grupo e através da exploração orientada das plataformas / recursos digitais a usar. Será promovida a reflexão, tendo por base a documentação nacional e internacional, sobre a metodologia PBL e os benefícios do desenvolvimento de projetos de aprendizagem interdisciplinares. Os formandos serão convidados a registar-se no portal eTwinning, a explorar o seu espaço pessoal e os recursos disponíveis relacionados com a operacionalização de projetos de aprendizagem interdisciplinares e para a concretização das competências transversais previstas no perfil do alunos. A planificação de um projeto, elaborada no decurso do trabalho autónomo, será avaliada pelos pares, em pequenos grupos, e serão sugeridas possíveis melhorias.

Avaliação

Avaliação contínua tendo em conta os seguintes parâmetros: - Participação e contributos – 40%; - Trabalho de Aplicação de Conteúdos - 60%.

Modelo

A avaliação final será efetuada numa escala de 1 a 10, conforme indicado no Despacho n.º 4595/2015, de 6 de maio.

Bibliografia

UNESCO (2016). Educação 2030: Declaração de Incheon e Marco de Ação, rumo a uma educação de qualidade inclusiva eequitativa e à educação ao longo da vida para todos. Disponível em https://unesdoc.unesco.org/ark:/48223/pf0000243278_por.Consultado em 12/12/2019. OCDE (2018). The future of education and skills - Education 2030. Disponível emhttps://www.oecd.org/education/2030/E2030%20Position%20Paper%20(05.04.2018).pdf. Consultado em 12/12/2019. Gilleran, A.; Kearney, C. (2014). Desenvolver as competências dos alunos através do eTwinning. Bruxelas: Serviços Centrais deApoio eTwinning / European Schoolnet. Disponível em http://files.eun.org/etwinning/book2014/PT_Etwinning_2014.pdf.Consultado em 12/12/2019. Silva, I. (coord) (2016). Orientações Curriculares para a Educação Pré-Escolar. Disponível emhttps://www.dge.mec.pt/ocepe/sites/default/files/Orientacoes_Curriculares.pdf Consultado em 18/12/2019. DGE (2018). 1.º ciclo do ensino básico geral - Aprendizagens Essenciais. Disponível em https://www.dge.mec.pt/1o-ciclo-do-ensino-basico-geral Consultado em 18/12/2019


Cronograma

Sessão Data Horário Duração Tipo
1 04-10-2022 (Terça-feira) 16:30 - 18:30 2:00 Presencial
2 11-10-2022 (Terça-feira) 16:30 - 19:30 3:00 Presencial
3 18-10-2022 (Terça-feira) 16:30 - 19:30 3:00 Presencial
4 25-10-2022 (Terça-feira) 16:30 - 19:30 3:00 Presencial
5 08-11-2022 (Terça-feira) 16:30 - 20:30 4:00 Presencial


159

Ref. 124C2 Em avaliação

Registo de acreditação: CCPFC/ACC-116822/22

Modalidade: Oficina de Formação

Duração: 50.0 horas

Início: 22-09-2022

Fim: 10-11-2022

Regime: b-learning

Local: B-learning - AE Visconde de Chanceleiros

Formador

Paulo Alexandre Rocha Monteiro

Destinatários

Professores dos Ensinos Básico e Secundário e Professores de Educação Especial

Releva

Para os efeitos previstos no n.º 1 do artigo 8.º, do Regime Jurídico da Formação Contínua de Professores, a presente ação releva para efeitos de progressão em carreira de Professores dos Ensinos Básico e Secundário e Professores de Educação Especial. Para efeitos de aplicação do artigo 9.º, do Regime Jurídico da Formação Contínua de Professores (dimensão científica e pedagógica), a presente ação não releva para efeitos de progressão em carreira. No âmbito do Despacho n.º 2053/2021, publicado a 24 de fevereiro, a ação de formação, releva na dimensão científico-pedagógica para a progressão da carreira docente..

Acreditado pelo

CCPFC - Conselho Científico Pedagógico de Formação Contínua

Entidade formadora/Parceria

Centro de Formação Pêro de Alenquer-Alenquer-Arruda dos Vinhos-Sobral de Monte Agraço

Razões

O Quadro Europeu de Competência Digital para Educadores, da Comissão Europeia (DigCompEdu), pretende promover a competência digital (CD) e a inovação na educação. É essencial que os docentes desenvolvam um conjunto de CD, de modo a tirar partido do potencial das tecnologias digitais. Esta ação visa contribuir para desenvolver as CD dos docentes do sistema educativo e formativo nacional (nível 2) e a sua capacidade para implementar estratégias inovadoras de ensino e de aprendizagem. Ambiciona-se criar condições favoráveis a práticas educativas que se revelem promotoras do desenvolvimento de competências digitais dos alunos. Conjuntamente com esta formação, serão submetidas outras duas, articuladas ao nível da progressão dos conteúdos.

Objetivos

Esta ação de formação pretende desenvolver com os docentes de nível 2 (B1/B2 do DigCompEdu) um conjunto de conhecimentos e estratégias que lhes permita desenvolver CD do nível seguinte (C1/C2 do DigCompEdu). São objetivos específicos: - promover o desenvolvimento, aprofundamento e densificação das CD dos docentes, tendo em vista as 6 áreas do referencial DigCompEdu; - capacitar os docentes para a realização de atividades com tecnologias digitais em diferentes modalidades de ensino; - capacitar os docentes para a implementação de atividades que promovam a aprendizagem e o desenvolvimento das CD dos alunos; - estimular a reflexão, partilha e utilização crítica das tecnologias em contexto educativo.

Conteúdos

Os conteúdos da ação surgem, em sentido articulado e incremental, com os conteúdos da formação de nível 1. - Documentos de enquadramento das políticas educativas. - Envolvimento profissional: Discussão, renovação e inovação na prática profissional. Processos de liderança na era digital. - Recursos Educativos Digitais (RED): Utilização de estratégias e RED avançados de forma abrangente. Promoção da utilização de RED de forma colaborativa. - Ensino e Aprendizagem: Renovação da prática de ensino de forma estratégica e intencional. Inovação no processo de ensino e de aprendizagem em diferentes modalidades de ensino. - Avaliação das aprendizagens: Reflexão crítica sobre estratégias de avaliação digital. Inovação na avaliação das aprendizagens com recursos a soluções digitais. - CD dos Alunos: Promoção da CD dos alunos de forma abrangente e crítica. Inovação no envolvimento dos alunos utilizando formatos inovadores para promover a sua CD. - Planeamento da formação e aprendizagem ao longo da vida.

Metodologias

As sessões presenciais são destinadas à exploração do DigCompEdu e reflexão sobre a articulação entre as áreas de competência; à realização de atividades práticas de partilha, suportadas por um ambiente colaborativo; à exploração de ferramentas digitais para o desenvolvimento de atividades de aprendizagem promotoras da colaboração, comunicação e avaliação; à planificação e criação de atividades a implementar na escola, que promovam o desenvolvimento das CD docente e, simultaneamente, dos alunos; à reflexão crítica sobre o desenvolvimento profissional docente. Em específico, na componente de trabalho autónomo, pretende-se assegurar a implementação das atividades planificadas nas sessões presenciais, em situações reais de ensino-aprendizagem com alunos, articulando o DigCompEdu com o respetivo currículo, e a reflexão sobre as práticas desenvolvidas. Na última sessão, os formandos apresentarão os resultados dessas atividades, com evidências, proporcionando-se a discussão e a partilha.

Avaliação

Aplicação do determinado no regime Jurídico da Formação Contínua de professores, Decreto-lei nº 22/2014, de 11 de fevereiro, conjugado com o Despacho nº 4595/2015, de 6 de maio e com o “Regulamento para Acreditação e Creditação de Ações de Formação Contínua. A classificação de cada formando será realizada na escala de 1 a 10 conforme indicado no Despacho n.º 4595/2015, de 6 de maio, respeitando todos os dispositivos legais da avaliação contínua e tendo por base a participação/contributos e o trabalho final individual elaborado e apresentado pelos formandos.

Bibliografia

Comissão Europeia (2020). Blended learning in school education – guidelines for the start of the academic year 2020/21. Disponível em: https://www.schooleducationgateway.eu/pt/pub/resources/ publications/blended-learning-guidelines.htm Comissão Europeia (2018). Plano de Ação para a Educação Digital. Disponível em: https://eur-lex.europa.eu/legal-content/PT/TXT/PDF/?uri=CELEX:52018DC0022&from=EN Lucas, M., & Moreira, A. (2018). DigCompEdu: Quadro Europeu de Competência Digital para Educadores. Aveiro: UA Editora. Licht, A.H, Tasiopoulou, E., & Wastiau, P. (2017). Open Book of Educational Innovation. European Schoolnet, Brussels. Disponível em: http://www.eun.org/documents/411753/817341/ Open_book_of_Innovational_Education.pdf Ministério da Educação (2017). Perfil dos Alunos à Saída da Escolaridade Obrigatória, Lisboa: ME


Cronograma

Sessão Data Horário Duração Tipo
1 22-09-2022 (Quinta-feira) 17:30 - 20:30 3:00 Presencial
2 29-09-2022 (Quinta-feira) 17:30 - 20:30 3:00 Online síncrona
3 06-10-2022 (Quinta-feira) 17:30 - 20:30 3:00 Online síncrona
4 13-10-2022 (Quinta-feira) 17:30 - 20:30 3:00 Presencial
5 20-10-2022 (Quinta-feira) 17:30 - 20:30 3:00 Online síncrona
6 27-10-2022 (Quinta-feira) 17:30 - 20:30 3:00 Online síncrona
7 03-11-2022 (Quinta-feira) 17:30 - 20:30 3:00 Presencial
8 10-11-2022 (Quinta-feira) 17:30 - 21:30 4:00 Online síncrona


163

Ref. 137C9 Concluída

Registo de acreditação: ACD 1

Modalidade: Ação curta duração

Duração: 3.0 horas

Início: 23-11-2022

Fim: 23-11-2022

Regime: Presencial

Local: AE Abrigada

Formador

Vitor Fernando Gil Ferreira da Silva

Destinatários

Educadores de Infância, Professores do Ensino Básico, Secundário e Educação Especial

Releva

Para os efeitos previstos no n.º 1 do artigo 8.º, do Regime Jurídico da Formação Contínua de Professores, a presente ação não releva para efeitos de progressão em carreira. Para efeitos de aplicação do artigo 9.º, do Regime Jurídico da Formação Contínua de Professores (dimensão científica e pedagógica), a presente ação não releva para efeitos de progressão em carreira.

Certificado pelo

CDCP - Conselho de Diretores da Comissão Pedagógica

Entidade formadora/Parceria

Centro de Formação Pêro de Alenquer

Razões

Escola Digital

Objetivos

- Conhecer o Programa Escola Digital, os seus objetivos e enquadramento. - Conhecer e distinguir os diferentes equipamentos dos Kits de computadores e conetividade do Programa Escola Digital. - Conhecer os procedimentos a adotar em caso de avaria de equipamentos Kits de computadores e conetividade do Programa Escola Digital.

Conteúdos

1. Abordagem ao Programa Escola Digital - objetivos e enquadramento. 2. Kits de computadores e conetividade e a gestão corrente dos seus componentes. 3. Resolução de problemas básicos relacionados com os Kits de computadores e conetividade.


Cronograma

Sessão Data Horário Duração Tipo
1 23-11-2022 (Quarta-feira) 15:30 - 18:30 3:00 Presencial